Militares da GNR resgatados ao largo de Vila Real de Santo António após colisão com lancha que estavam a perseguir

24 jan, 16:54

Começou a entrar água na lancha em que seguiam

Dois militares da Unidade de Controlo Costeiro da GNR (UCC) foram esta terça-feira resgatados ao largo de Vila Real de Santo António. 

Segundo apurou a CNN Portugal, a embarcação da GNR estava a perseguir uma lancha que teria droga, mas acabou por ser abalroada. A lancha onde seguiam os militares perdeu o motor e começou a entrar água. A balsa salva-vidas foi ativada.

Os militares pediram, de imediato, apoio e foram resgatados pela Polícia Marítima do sul e por elementos do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN). Uma embarcação da Estação salva-vidas de Vila Real de Santo António procedeu ao resgate e rebocou a embarcação da GNR para o porto da cidade algarvia.

Lancha da GNR foi abalroada e ficou com o motor danificado (DR)

Em comunicado enviado às redações, a GNR esclareceu, entretanto, que a Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através do Sistema Integrado de Vigilância, Comando e Controlo (SIVICC), detetou, próximo da ilha da Armona (Olhão), uma embarcação de alta velocidade (EAV), com aproximadamente 14 metros de comprimento e 4 motores de alta potência, normalmente associadas ao tráfico de estupefacientes por via marítima.

"De imediato, foi acionada uma Equipa de Patrulhamento e Interceção Marítima do Destacamento de Controlo Costeiro de Olhão, através de uma embarcação no sentido de confirmar as suspeitas e interceptar a mesma. Durante o deslocamento a embarcação da UCC detetou uma segunda EAV, tendo verificado que ambas se encontravam carregadas com diverso material a bordo designadamente jerricans e volumes que se presumem ser produto estupefaciente. Na tentativa de interceptar uma das embarcações suspeitas, foram dadas ordens de paragem aos tripulantes, que não acataram, continuando em fuga", relata a GNR.

O SIVICC fez o acompanhamento das EAV suspeitas, tendo uma delas rumado a Sul e a outra a Espanha, tendo sido informadas as autoridades espanholas.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados