Partido Conservador deve eleger um novo líder no dia 28 de outubro

20 out, 14:36
Liz Truss (GettyImages)

Conservadores admitem que o próximo líder seja escolhido diretamente pelos deputados do partido, sem passar pelos militantes

Sir Graham Brady, presidente do Comité 1922, afirma que é possível que as eleições para um novo líder do partido e próximo primeiro-ministro britânico aconteçam até ao dia 28 de outubro, depois da demissão da primeira-ministra Liz Truss.

“Falei com o presidente do partido, Jake Berry, e ele confirmou que será possível realizar uma votação e concluir uma eleição de liderança até sexta-feira, 28 de outubro. Então devemos ter um novo líder antes da declaração fiscal que acontecerá no dia 31”, garantiu o político.

Ao jornal The Guardian, Brady acrescentou que irá partilhar mais detalhes ao longo da tarde, mas foi vago quanto à possibilidade de existirem vários candidatos para o cargo. "As regras do partido dizem que haverá dois candidatos, a menos que haja apenas um candidato. Se houver apenas um candidato, há apenas um candidato", destacou. 

De acordo com as atuais regras do Partido Conservador, aqueles que desejem candidatar-se a líder devem submeter-se à votação dos 357 membros do partido parlamentar. Os dois primeiros candidatos desse processo avançam para uma segunda volta, junto dos militantes de base do partido. Parece que isso não vai acontecer desta vez. Em vez disso, especula-se que um novo líder será provavelmente escolhido apenas pelos deputados conservadores, sem passar pelos militantes do partido.

Um suposto candidato para a unidade, que possa reparar as fissuras no partido, procurará provavelmente obter apoio suficiente entre os deputados para ganhar a corrida rapidamente.

Recorde-se que a primeira-ministra britânica, Liz Truss, demitiu-se esta quinta-feira, depois de um turbulento mandato, que durou apenas 45 dias. Foi o mandato mais curto de um primeiro-ministro da história deste país. 

Entre os principais candidatos para a sucessão de Truss, estão Rishi Sunak, Penny Mourdaunt e Grant Schapps.

Europa

Mais Europa

Patrocinados