Recém-nascido foi encontrado por skaters. Únicas pistas são um cabelo e uma toalha

PP
11 jul, 10:21
Emergência

Polícia Judiciária ficou com a responsabilidade do caso. Bebé estava por baixo de um arbusto, enrolado numa toalha branca, e sem vestígios de sangue. Foi levado para o Hospital de Cascais e encontra-se "estável". Junto ao cordão umbilical foi encontrado um cabelo que foi "preservado", tal como "a toalha", para futura investigação

O recém-nascido encontrado ao final da noite deste domingo no meio de arbustos junto ao hotel Pestana, em Cascais, tinha um cabelo junto ao cordão umbilical e estava embrulhado numa toalha, duas pistas que vão ser agora investigadas pelas autoridades.

Segundo fonte da PSP, o alerta foi dado "pelas 23H46 na Avenida Diana Spencer, frente ao Hotel Pestana (Cascais), via telefone".

Já no local, as autoridades confirmaram a presença de um "recém-nascido, ainda com cordão umbilical e aparentemente bem", que se encontrava "ao colo da testemunha que chamou os meios de socorro".

No "local exato onde estava o recém-nascido", "não existiam quaisquer indícios que pudessem identificar o(s) progenitor(es)".

Quem encontrou o bebé, contou que estavam "a andar de skate na ciclovia quando ouviram o choro de um bebé, achando estranho a zona da proveniência do choro" e, por isso, "foram ao encontro do mesmo, tendo encontrado este por baixo de um arbusto, enrolado numa toalha branca, sem sangue, ainda com o cordão umbilical, tendo este recém nascido um aspeto limpo e asseado".

Considerando a localização do recém-nascido, perto de uma falésia, na altura, as autoridades equacionaram "a hipótese de a sua progenitora" ter posto "termo à vida" e "foram acionados os Bombeiros Voluntários de Cascais a fim de verificar a existência de um eventual corpo tendo estes terminado as diligências sem que nada digno de registo tenha sido encontrado".

Por fim, a fonte da PSP acrescenta que "foram preservados, já no Hospital de Cascais, uma toalha de cor branca, o cordão umbilical do recém nascido, assim como um cabelo que se encontrava junto do cordão umbilical".

Fonte oficial dos Bombeiros Voluntários do Estoril já tinha anunciado, esta madrugada, que o recém-nascido ainda se encontrava com parte do cordão umbilical por cortar, indicando que teria nascido há pouco tempo. O bebé estava enrolado numa toalha branca, e sem vestígios de sangue. Apesar de ter o cordão umbilical, estava limpo e asseado.

"O recém-nascido chorava e mantinha uma boa temperatura", disse o Segundo Comandante dos Bombeiros Voluntários do Estoril à TVI/CNN Portugal, confirmando que o recém-nascido foi transportado com vida para o Hospital de Cascais e "encontra-se estável".

No local esteve a PSP, uma VMER de Cascais e os Bombeiros Voluntários do Estoril.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados