Atuava num festival quando perdeu a consciência. Rapper Costa Titch morre aos 28 anos

13 mar 2023, 23:30
Costa Titch (foto: Getty Images)

Esta é a segunda morte, num espaço de semanas, de uma figura importante do rap da África do Sul. As causas da morte ainda não foram reveladas

“A morte bateu de forma trágica à nossa porta”. É assim que os familiares de Costa Titch, um rapper da África do sul, começam por anunciar o falecimento num post de Instagram. 

O artista, cujo nome original é Constantinos Tsobanoglou, tinha 28 anos quando morreu repentinamente, este fim de semana, horas depois de atuar no Ultra Music Festival, em Nasrec, um bairro de Johannesburg.

Em palco, o músico já revelava sinais de fraqueza. Fotos e vídeos, capturados pelo público durante o concerto, mostram Costa Titch a desequilibrar-se e a ser apanhado por um homem. Segundos depois, volta a desmaiar.

“É em grande sofrimento que temos de reconhecer a sua morte. Estamos agradecidos pela resposta de emergência e a todos os presentes nestas últimas horas”, continua no comunicado.

O rapper foi um fenómeno na África do Sul e uma grande estrela no que diz respeito ao estilo musical Amapiano, um sub-género de House music, combinando a cultura da África do Sul, com linguagem indígena e trap.

A organização do Ultra Music Festival reagiu à morte de Costa Titch dizendo-se “devastada”.

“Costa foi uma voz pioneira no estilo amapiano - um rapper, cantor, dançarino, compositor, colaborador e amigo talentoso”, elogia a organização em comunicado.

As causas da morte ainda não foram divulgadas. 

Esta é a segunda morte, num espaço de semanas, de uma figura importante do rap da África do Sul. Kiernan Forbes, de 35 anos, conhecido artisticamente por AKA morreu após ser baleado em frente a um restaurante, em Durban, uma província a leste da África do Sul. Os dois artistas tinham lançado um álbum juntos em 2021.
 

 

África

Mais África

Mais Lidas

Patrocinados