Novos radares rendem mais de 5 milhões de euros em multas em apenas um mês

21 jul, 07:00

Nos primeiros 30 dias de funcionamento foram registadas mais de 38 mil infrações por excesso de velocidade em Lisboa. Multas vão dos 120 aos 1.500 euros. Radares da Avenida Lusíada, Avenida Padre Cruz e Avenida Infante Dom Henrique foram os que apanharam mais condutores

Um mês depois de terem entrado em vigor, os 41 radades de Lisboa renderam, pelo menos, 5,1 milhões de euros em multas. Segundo dados avançados à CNN Portugal pela Câmara Municipal de Lisboa (CML), nos primeiros 30 dias de funcionamento (entre 1 e 30 de junho), os equipamentos de controlo de velocidade registaram 38.018 infrações. O que representa uma média de 1.267 infrações por excesso de velocidade por dia nas ruas da capital. 

Do total das infrações, adianta ainda a autarquia, 34.745 foram consideradas graves e 3.246 muito graves.

Segundo o advogado Sérgio Azevedo, especialista na matéria, as contraordenações graves por excesso de velocidade balizam-se sempre entre os 120 e os 600 euros de coima, com uma sanção acessória de inibição de condução entre um mês e um ano. Dentro das localidades isso acontece sempre que seguir a uma velocidade entre 20 e 40 km/h a mais do que o permitido. 

Já quem circular a uma velocidade entre os 40 e os 60km/h acima do limite legal, explica o advogado, irá receber uma contraordenação muito grave e terá sempre uma sanção de inibição de condução de dois meses a dois anos. Esta sanção junta-se a uma multa que varia entre os 300 e os 1.500 euros. O jurista lembra que estes valores dizem respeito a quem seguir até mais 60 km/h do que o permitido por lei.

Perante estes valores, e fazendo as contas ao valor mínimo, significa que as multas em 30 dias ascendem aos 5, 1 milhões de euros: 4,1 devido a infrações graves e 973 mil em muito graves. Isto com base nos valores mais baixos em cada tipo de coima - 120 euros para os que são apanhados em infrações graves e 300 para os que são detetados pelos radares em situações muito graves.  Ou seja, o valor real do total das multas pode ser ainda muito superior.

A autarquia não quis, porém, adiantar os valores totais das multas, sublinhando, a propósito, que algumas das infrações podem dizer respeito a ambulâncias ou outras viaturas em emergência, como a polícia. 

São três as avenidas campeãs no registo de excesso de velocidade: Avenida Lusíada, junto a Benfica, Avenida Padre Cruz, junto à Calçada de Carriche, e a Avenida Infante Dom Henrique, a maior de Lisboa, que fica junto ao rio.

Também neste período, a maior velocidade captada pelos radares foi de 240 km/h, na Segunda Circular, junto ao posto de combustível da Repsol, no sentido aeroporto-Benfica.

Estes novos aparelhos têm uma tecnologia mais avançada do que os anteriores que permite perceber e detetar situações que os outros não permitiam. Todos os locais onde estão colocados os radares têm um painel de aviso.

Além da coima e da inibição de conduzir, sem contar com situações excecionais, com uma contraordenação grave perde dois pontos da carta, valor que sobe para quatro quando se trata de uma contraordenação muito grave.

Veja a localização de todos os radares e tudo o que mudou devido à tecnologia mais avançada que está hoje em funcionamento: o Sistema Nacional de Controlo de Velocidade.

Mapa: Localização dos novos radares em Lisboa

 

País

Mais País

Patrocinados