Marcelo diz que ameaças de Putin devem ser encaradas "com serenidade"

Agência Lusa , BCE
21 set, 15:23
Marcelo Rebelo de Sousa. Foto: Horacio Villalobos/Corbis via Getty Images

No discurso transmitido esta manhã, Vladimir Putin avisou que as ameaças de escalada nuclear da guerra na Ucrânia não são "'bluff'“

O Presidente da República considerou esta quarta-feira que as ameaças do presidente russo sobre uma escalada nuclear da guerra na Ucrânia têm de ser encaradas “com serenidade” e associou as palavras de Putin à realização da Assembleia-Geral da ONU.

Questionado pelos jornalistas sobre se Vladimir Putin estava a “fazer 'bluff'”, Marcelo Rebelo de Sousa respondeu que “já não é a primeira vez” que o presidente russo faz estas ameaças.

“Há momentos em que [Putin] sobe o tom vocal, o tom verbal, mas essa subida deve ser encarada com serenidade, é uma oportunidade, a Assembleia-Geral [das Nações Unidas] está reunida, uma forma é dizê-lo lá na Assembleia-Geral, outra é dizê-lo à distância”, completou.

Sem se querer pronunciar mais sobre as declarações do presidente da Rússia, que também anunciou a mobilização parcial da população em torno do conflito que começou a 24 de fevereiro, o chefe de Estado português reiterou a posição da União Europeia e da Aliança do Tratado do Atlântico Norte (NATO) de funcionarem como “fatores de paz e não de conflito e guerra”, mas também de não reconhecerem os referendos nas regiões conquistadas por Moscovo e que não são reconhecidas pelo Direito Internacional.

Relacionados

PR Marcelo

Mais PR Marcelo

Patrocinados