Mais de mil condutores apanhados em excesso de velocidade na operação “Risco Mínimo”

Agência Lusa , AM
29 mar, 09:13
Polícia. Foto: AP

PSP lembra que o excesso de velocidade é uma das principais causas de sinistralidade e de vítimas mortais em meio urbano

A Polícia de Segurança Pública (PSP) detetou 1.050 infrações por circulação em excesso de velocidade entre os dias 24 e 27 de março no âmbito da operação “Risco Mínimo”, um aumento de 35% comparativamente ao período homólogo.

Durante a operação, realizada em todo o território nacional e especialmente direcionada para o controlo do excesso de velocidade e condução sob o efeito do álcool, a PSP fez 119 ações de fiscalização, que culminaram com 50.889 veículos controlados por radar, mais 50% comparativamente ao mesmo período de 2021.

Em comunicado, a PSP adianta também que foram testados 3.187 condutores, verificando-se que 175 não reuniam condições físicas para o exercício da condução (71 ao nível de contraordenação e 104 ao nível de crime).

No âmbito da operação foram também detetadas 3.025 infrações variadas e a detenção de 199 cidadãos, 65 dos quais por falta de habilitação legal para o exercício da condução e 104 condução sob influência de álcool com taxa superior a 1,20 g/l).

Na nota, a PSP lembra que o excesso de velocidade é uma das principais causas de sinistralidade e de vítimas mortais em meio urbano.

Nesse sentido, a PSP reforça o apelo a todos os condutores para que respeitem as regras do Código da Estrada e demais legislação em vigor e que não adotem comportamentos de risco durante a condução.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados