Três detidos e 79 contraordenações em operação que visou medidas de segurança em estabelecimentos

Agência Lusa , CE
10 mai, 09:55
PSP

Nesta operação, que decorreu em todo país, foram realizadas 228 ações de fiscalização

A PSP deteve três pessoas e instaurou 79 autos de contraordenação no âmbito da operação “JANUS”, que visou o funcionamento das medidas de segurança obrigatórias nos estabelecimentos de restauração e bebidas que decorreu na sexta-feira e no sábado.

Em comunicado, a PSP adianta que a operação, que decorreu em todo o país, teve por objetivo verificar a existência e pleno funcionamento das medidas de segurança obrigatórias nos estabelecimentos de restauração e bebidas (ERB), postos de abastecimento de combustível, estabelecimentos de exibição, compra e venda de metais preciosos (ourivesarias e outros) e farmácias.

Na operação, foram realizadas 228 ações de fiscalização que visaram 112 estabelecimentos de restauração e bebidas, 28 postos de abastecimento de combustível, sete estabelecimentos de exibição, compra e venda de ouro e 10 farmácias.

Durante a operação foram detidas três pessoas, uma por exercício ilícito da atividade de segurança privada, uma por posse de arma (branca) proibida e outra por tráfico de drogas.

Foram também instaurados 79 autos, destacando-se 14 por inexistência de Responsável de Segurança nos ERB com lotação igual ou superior a 400 lugares, devidamente certificado pelo Departamento de Segurança Privada da PSP e seis por incumprimento dos requisitos mínimos dos sistemas de videovigilância em estabelecimento com obrigação legal de uso desse equipamento.

De acordo com a PSP, foram instaurados também quatro autos por falta de comunicação à PSP pela empresa de segurança privada, da designação dos ERB com os quais mantenha contrato de prestação de serviços e dos seguranças privados que ali prestam serviço e três por inexistência de equipamento de deteção de armas, objetos, engenhos ou substâncias proibidas em estabelecimento com obrigação legal de uso desse equipamento.

Na nota, a PSP lembra que tem vindo a desenvolver, através do Departamento de Segurança Privada e dos seus Comandos, ações de esclarecimento e sensibilização prévias, junto dos proprietários e associações dos setores agora fiscalizados.

A PSP recorda igualmente que o setor de atividade de segurança privada envolve 83 empresas, detentoras de 127 alvarás, que empregam 37.670 profissionais de segurança privada licenciados para executar as funções das nove especialidades.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados