Seis desaparecidos após naufrágio no rio Zambeze em Moçambique

Agência Lusa , NM
20 jan, 08:07
Moçambique: as marcas deixadas pelo ciclone Idai

Excesso de peso e lotação da embarcação face a condições adversas podem ter estado na origem do acidente

Seis pessoas estão desaparecidas desde segunda-feira na sequência de um naufrágio no rio Zambeze na província de Tete, interior centro de Moçambique, anunciou esta quinta-feira a proteção civil.

O acidente aconteceu quando as vítimas faziam a travessia do rio na região de Doa, usando um barco que consistia num tronco escavado.

Moisés Meque, delegado do Instituto Nacional de Gestão de Desastres (INGD), disse que se suspeita de excesso de peso e lotação face a condições adversas.

Dadas as condições em que seguia, o barco não conseguiu enfrentar chuva e vento forte, juntamente com a subida do caudal do rio. Além das seis pessoas desaparecidas, outras duas foram resgatadas.

O INGD apela à população ribeirinha do Zambeze para não desafiar as correntes dos rios durante os períodos de chuva intensa.

O aumento de caudal acontece sazonalmente durante a época das chuvas, sobretudo entre dezembro e março.

Pelo menos 10 pessoas morreram e outras 47.493 já foram afetadas por chuvas, ventos fortes e outros desastres naturais no país na atual época, segundo o mais recente relatório da proteção civil.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

África

Mais África

Patrocinados