Governo quer salário mínimo de 900 euros em 2026

1 abr, 17:05
Euros

Na apresentação do programa do Governo, a ministra Mariana Vieira da Silva também reiterou o compromisso com o aumento extraordinário das pensões até 1.097 euros

O programa do Governo apresentado esta sexta-feira inclui um objetivo de colocar o salário mínimo em 900 euros no fim da legislatura, ou seja, em 2026.

A meta constava do programa eleitoral do Partido Socialista e não se alterou, apesar da instabilidade económica gerada pela invasão russa da Ucrânia.

No programa governamental está prevista ainda a promoção de negociações “em sede de Concertação Social para um Acordo de Médio Prazo”, onde conste a “trajetória plurianual de atualização real do salário mínimo nacional, de forma faseada, previsível e sustentada, evoluindo em cada ano em função da dinâmica do emprego e do crescimento económico, com o objetivo de atingir pelo menos os 900 euros em 2026”.

O executivo também delineou como objetivos o aumento do peso das remunerações do PIB em três pontos percentuais até 2026, "para atingir o valor médio da União" Europeia, e o aumento do “rendimento médio por trabalhador em 20% entre 2021 e 2026”.

Na apresentação do programa do Governo, a ministra Mariana Vieira da Silva também reiterou o compromisso com o aumento extraordinário das pensões até 1.097 euros, que tinha sido negociado com os parceiros de esquerda antes do chumbo do Orçamento do Estado para 2022 e terá efeitos retroativos a janeiro deste ano.

Relacionados

Governo

Mais Governo

Patrocinados