Combustíveis desceram outra vez menos do que o governo esperava. Veja os preços reais

12 abr, 07:01

Apesar das descidas das duas últimas semanas, o gasóleo está 20 cêntimos mais caro do que antes do início da guerra, e a gasolina 13 a 15 cêntimos. Petróleo só está 3% mais alto do que então

O gasóleo simples desceu 6,3 cêntimos por litro esta segunda-feira, em média em Portugal continental. Já a gasolina simples 95 ficou mais barata 4,1 cêntimos, em média. As duas descidas acompanham a redução da cotação internacional do petróleo, mas ficaram aquém das previsões do governo, que apontava para menos 7 cêntimos no gasóleo e menos 5 cinco cêntimos na gasolina.

São já duas segundas-feiras consecutivas em que os preços dos combustíveis descem, mas em ambas as semanas a redução do preço ficou abaixo do que o governo estimara dias antes.

Nos restantes combustíveis mais habituais, o gasóleo especial embarateceu 5,8 cêntimos, e tanto a gasolina especial 95 como a gasolina 98 passaram a custar menos 3,7 cêntimos, ligeiramente menos do que a gasolina especial 98, que baixou 3,8 cêntimos por litro.

As decidas são assim entre os 2% e os 3% numa semana. Os preços médios de venda em Portugal foram esta segunda-feira os seguintes:

Os dados são da Direção-Geral de Energia e Geologia, atualizados todos os dias a partir de cerca de 2.900 postos de abastecimento em Portugal. Só na terça-feira se sabem os preços reais praticados em cada segunda-feira, dia em que tradicionalmente em Portugal os combustíveis sofrem variações mais substanciais. Mesmo que na verdade subam e desçam todos os dias.

Desde o início do conflito na Ucrânia, há quase sete semanas, os preços dos combustíveis variaram com grande intensidade. Mesmo depois de duas semanas consecutivas a descer, o gasóleo ainda custa mais cerca de vinte cêntimos do que antes da invasão da Ucrânia, e as gasolinas entre 13 e 15 cêntimos mais. Mesmo que o governo tenha descido o Imposto sobre os Produtos Petrolíferos entretanto, de modo a anular o ganho em IVA. Mesmo quando os preços desceram, o Ministério das Finanças manteve a redução do imposto.

Veja os aumentos desde a véspera do dia em que a Rússia invadiu a Ucrânia, 24 de fevereiro:

Estas fortes variações acontecem a par de uma grande volatilidade na cotação do petróleo. Mas o facto é que, esta segunda-feira, o preço do petróleo já só estava cerca de 3% mais caro do que antes do início da guerra na Ucrânia. Uma subida muito menor do que a dos combustíveis em Portugal. As gasolineiras têm justificado que o preço dos produtos refinados tem aumentado mais do que o do petróleo.

Prevê-se uma descida dos preços finais de venda ao público a partir do momento em que a Assembleia da República aprove a segunda e mais pronunciada descida do Imposto sobre os Produtos Petrolíferos, mediante proposta do governo. Depois de aprovada esta segunda descida, o governo terá descido o peso dos impostos no preço dos combustíveis em cerca de 20 cêntimos por litro. Este corte substitui o Autovoucher de 20 euros.

Os preços dos combustíveis em Espanha estão muito abaixo dos de Portugal: a Diferença chega aos 50 cêntimos por litro.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Dinheiro

Mais Dinheiro

Patrocinados