Preços dos combustíveis continuam a descer ao longo da semana

11 ago, 17:00
Combustíveis (Pexels)

Forte descida dos preços desta segunda-feira prosseguiu (mais timidamente) nos dias seguintes

Os preços de venda ao público das gasolinas e gasóleos continuaram a descer ao longo desta semana, depois da forte quebra na segunda-feira, dia em que as gasolinas desceram entre 7,4 e os 9,5 cêntimos em média em Portugal continental, e os gasóleos cerca de 8,5 cêntimos, face à semana anterior.

Na terça e na quarta feira, os preços dos combustíveis mantiveram uma trajetória descendente, com o gasóleo simples e a gasolina simples 95 a desceram mais 1,1 cêntimos por litro. Embora os preços em Portugal sejam livres, variando por posto e podendo mudar todos os dias, é tipicamente às segundas-feiras que as gasolineiras introduzem as maiores variações.

De acordo com a Direção-Geral de Energia e Geologia, os preços praticados em média em Portugal continental foram de 1,735 euros por litro no gasóleo simples e de 1,766 euros por litro no gasóleo especial.

Já a gasolina simples 95 custou esta quarta-feira 1,794 euros por litro, com a gasolina especial 95 a ser vendida em média por 1,817 euros.

Finalmente, a gasolina 98 foi vendida esta quarta-feira por 1,95 euros por litro em média e a gasolina especial 98 por 1,957 euros por litro.

Sendo estes os valores médios de venda em Portugal continental, eles são díspares ao longo do país.

Em Lisboa, por exemplo, as bombas da Galp na Calçada de Carriche e da BP em Xabregas – assim como, no Porto, a BP de São João de Brito - estavam a cobrar no início desta semana 1,844 euros por litro no gasóleo simples, mais cerca de dez cêntimos do que a média nacional. No polo oposto, por exemplo, o posto do Auchan em Sintra cobrava 1,699 euros por litro de gasóleo, menos quase cinco cêntimos do que a média nacional.  

Na origem destas descidas está a quebra do preço dos produtos refinados e do petróleo, que na semana passada desceu para cerca dos 94 dólares por barril, valor semelhante ao que se verificava no início da invasão da Ucrânia pela Rússia. Esta semana, contudo, a cotação internacional do índice Brent está acima do da semana passada, tendo estado a negociar nos 99 dólares por barril a meio da tarde desta quinta-feira.

Dinheiro

Mais Dinheiro

Patrocinados