Combustíveis: Costa lança ASAE às gasolineiras e pede a todos para “olhar com atenção para a fatura”

3 mai, 07:00

Primeiro-ministro prometeu que a ASAE iria controlar a descida dos preços dos combustíveis pelas gasolineiras. Já pode concretizar a ameaça.

“A redução do ISP num valor equivalente à descida do IVA para 13% traduz-se, já hoje, num desconto de 15,5 cêntimos na gasolina e de 14,2 cêntimos no gasóleo”. Esta frase é do primeiro-ministro, o “hoje” foi ontem, e o desconto real foi cerca de 40% menor: as gasolineiras só desceram os preços finais do gasóleo em 8,7 cêntimos por litro e o da gasolina em 9,2 cêntimos.

O que fará António Costa, desacreditado como foi pelas gasolineiras? A resposta foi dada pelo próprio, também esta segunda-feira de manhã, em tom de ameaça, quando escreveu também no Twitter que a ASAE iria “estar atenta”, mesmo se o primeiro-ministro já recomendva a todos para “olhar com atenção para a fatura”.

A ASAE é a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, que tem entre as suas competências proceder à fiscalização económica de empresas.

O governo desceu em duas vezes o imposto sobre os produtos petrolíferos (ISP), sendo a maior talhada a anunciada para ontem, segunda-feira. Combinando as duas descidas, que foram implementadas para estar em vigor durante os meses de maio e junho, o Estado prescindiu de entre cerca de 21 e 23 cêntimos por litro nos preços dos combustíveis. A descida do ISP é equivalente a uma descida do IVA de 23% para 13%, que o governo chegou a prometer, mas que estaria dependente da aprovação pela Comissão Europeia. Em vez disso, procedeu-se ao corte temporário do ISP, o que não carece de luz verde de Bruxelas.

VEJA TAMBÉM
Foi enganado: gasolineiras desceram combustíveis muito menos do que se previa. Veja os preços oficiais
Petróleo até caiu na semana passada, mas gasolineiras subiram as margens
 

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Dinheiro

Mais Dinheiro

Patrocinados