Preços das casas continuam a subir em Lisboa e no Porto

Agência Lusa
27 jan, 09:09
Habitação em Lisboa (Getty Images)

Dados apurados registam preço médio de venda das casas na capital de 3.973 euros/m2, patamar recorde para o mercado

Os preços de venda das casas subiram, no ano passado, 11,7% em Lisboa e 10,3% no Porto, de acordo com o índice de preços residenciais apurado pela Confidencial Imobiliário.

Na informação divulgada esta quinta-feira, a Confidencial Imobiliário indicou que “os preços de venda das casas encerraram 2021 a subir 11,7% em Lisboa e 10,3% no Porto”, sendo que “em Lisboa, desde o final de 2018, quando a variação anual atingiu 16,0%, que os preços não subiam tanto”.

Da mesma forma, “a subida registada em 2021 inverte a tendência de desaceleração dos últimos quatro anos, que culminou numa valorização anual de apenas 3,0% em 2020”.

De acordo com a Confidencial Imobiliário, o primeiro trimestre de 2021 “ainda deu continuidade a esta tendência, com o novo confinamento geral a manter a variação trimestral dos preços em Lisboa em terreno negativo (-0,3%)”, mas “desde então o mercado recuperou de forma franca, com valorizações em cadeia robustas, atingindo-se uma variação trimestral de 4,1% no quarto trimestre de 2021”

Os dados apurados pela entidade “confirmam esta forte recuperação”, registando-se “em 2021 um preço médio de venda das casas na capital de 3.973 euros/m2 [metro quadrado], um patamar recorde para o mercado”.

A Confidencial Imobiliário indicou ainda que “as vendas também cresceram de forma muito expressiva, projetando-se a transação de cerca de 15.750 fogos em Lisboa ao longo de 2021”, sendo que “este volume fica mais de 20% acima das vendas de 2020 e é um máximo da última década, apenas equiparado às dinâmicas de mercado na pré-crise financeira, entre 2007 e 2008”.

No Porto, “a valorização registada em 2021 mantém o ritmo registado no ano anterior (também de 10,3%) e decorre sobretudo do comportamento dos preços na segunda metade do ano, período em que se registaram variações trimestrais de quase 4,0%”.

Por outro lado, “nos primeiros seis meses de 2021, as variações em cadeia foram bastante menos expressivas, especialmente no primeiro trimestre, quando o confinamento geral estabilizou os preços, atingindo-se uma variação trimestral de apenas 0,6%”, indicou a Confidencial Imobiliário, acrescentando que “as subidas anuais registadas em 2020 e 2021 contrastam com o forte incremento dos preços nos anos pré-covid”. Em 2019, “mesmo já num ciclo de desaceleração da valorização, os preços no Porto ainda subiam a um ritmo de 19,0%”, referiu.

Segundo os mesmos dados, “mesmo com a suavização das subidas nos últimos três anos, os preços no Porto voltaram a atingir um novo recorde em 2021, atingindo-se um valor médio de venda de 2.687 euros/m2”, sendo que “as vendas também tiveram um desempenho muito positivo, aumentando 25% face a 2020 para cerca de 9.500 unidades, um volume anteriormente apenas observado em 2010”.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Economia

Mais Economia

Patrocinados