Pedro Neto: «Senti-me bem contra a Finlândia, estava fresquinho»

Diogo Marques , Cidade do Futebol
6 jun, 17:18
Pedro Neto Portugal (Foto: Armando Franca/AP)

Jogador do Wolverhampton confessa que a utilização diante da Finlândia foi importante para ganhar ritmo, rumo ao arranque do Euro 2024

No jogo de Portugal frente à Finlândia, na última terça-feira, Roberto Martínez utilizou 16 jogadores, sendo que cinco deles entraram ao intervalo.

Pedro Neto foi um dos atletas que cumpriu 45 minutos diante da formação nórdica, a par de Gonçalo Ramos, Diogo Dalot, Gonçalo Inácio e Bruno Fernandes.

Na conferência de imprensa desta quinta-feira, o avançado do Wolverhampton explicou a importância de ter ido a jogo, que lhe permitiu ganhar ritmo e preparar da melhor forma o arranque do Euro 2024.

«Senti-me bem no jogo contra a Finlândia, estava fresquinho. O facto de ter estado algum tempo parado fez com que regressasse a 200 por cento e esse jogo foi importante para mim. Consegui ganhar ritmo e estou preparado para enfrentar o Euro 2024», admitiu.

A propósito do encontro, Pedro Neto falou sobre os dois golos sofridos pela seleção nacional e garantiu que apesar das poucas oportunidades do adversário, esse tipo de coisas não podem acontecer numa competição como o Campeonato da Europa.

«Acho que são coisas que acontecem durante o jogo. O adversário não criou grandes oportunidades e essas foram as únicas que tiveram. Temos de melhorar, como é óbvio são coisas que aprendemos e não podem acontecer noutro tipo de competições. A seleção estar junta há pouco tempo, após cada um vir dos respetivos clubes também não ajudou, temos de assimilar ideias e tudo mais», confessou Pedro Neto.

Relacionados

Patrocinados