Mais 82 casos de violação em Portugal: especialista aponta a pandemia como uma "das explicações plausíveis" para este aumento "preocupante"

25 mai, 13:26

"As situações de crise trazem sempre ao de cima o pior do ser humano"

Os casos de violação aumentaram significativamente em Portugal, revelam os dados preliminares do Relatório Anual de Segurança Interna (RASI), apresentados esta quarta-feira.

Segundo anunciou o secretário-geral do Sistema de Segurança Interna, Paulo Vizeu Pinheiro, registaram-se mais 82 casos de violação em Portugal em 2021, um aumento de 26% em comparação com o ano anterior. Dados estes que o responsável considera serem "motivo de preocupação".

O que pode explicar este aumento dos casos de violação? O especialista André Inácio, do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo (OSCOT), ressalva que os mais recentes dados, tal como os de 2020, devem ser analisados tendo em conta a situação pandémica em Portugal.

"Estamos a falar de dados de 2021 e, portanto, de um período de contenção: espaços fechados, escolas fechadas. Há aqui uma alteração nos relacionamentos", começa por referir.

Acautelando que os dados preliminares não revelam o contexto nem a idade ou o sexo das vítimas, o especialista aponta para uma constante: "As situações de crise trazem sempre ao de cima o pior do ser humano". E, nesse sentido, "está demonstrado que as funções sexuais são das motivações mais fortes". "Ao mesmo tempo as pessoas ficaram fechadas em casa, sem convívio, sem possibilidade de ter relações fora do seio familiar e de relações diretas. Depois a crise prolonga-se, arrasta-se, as pessoas tentam contrariar o seu instinto e com o arrastar a situação acontece. Nada disto justifica os factos, nem deve diminuir a responsabilidade, mas é uma das explicações plausíveis", conclui André Inácio.

Paralelamente, o RASI revela que mantém-se uma tendência de decréscimo, nos últimos 15 anos, tanto na criminalidade geral (apesar de um ligeiro acréscimo em comparação com 2020), como na criminalidade violenta e grave. Mas, a par das violações - consideradas criminalidade violenta -, também os casos de extorsão aumentaram face ao ano anterior.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados