"Autênticas crateras". Chuva forte causa fortes estragos na Baixa do Porto

Andreia Miranda | João Nápoles , com Lusa - notícia atualizada às 14:50
7 jan, 14:39

Pedra, areia e lama foram arrastadas pela enxurrada. Bombeiros recebem 150 pedidos de ajuda por inundações em duas horas no Porto

Entre as 11:30 e as 12:00, já mesmo no final do aviso laranja que vigorou durante a manhã, na cidade do Porto a chuva caiu forte e sem parar na cidade do Porto, conta quem ali estava à equipa da CNN Portugal. 

A "forte enxurrada" fez correr um rio de lama pela Baixa, como mostram os vídeos que foram sendo divulgados nas redes sociais, arrastando pedras, terra, e areia dos vários pontos de obra do metro do Porto e levando consigo tudo o que apanhou pela frente, como foi o caso das esplanadas dos cafés da Rua das Flores.

"A água vinha de cima, temos aqui uma obra que concerteza ajudou a piorar a situação. A esplanada desapareceu simplesmente. A força da água.... se trouxe as pedras, a esplanada é mais fácil de levar. Ainda tentámos meter placas para tentar impedir a água de entrar (no café). Não deu para prever. Quando demos conta era a água a entrar, a clientela a subir por aqui a cima", afirmou Paulo Sousa, onde a água atingiu os 30 centímetros, dizendo que as mesas e cadeiras da esplanada só "pararam na Ribeira". 

"Causa sempre estragos, madeiras todas inchadas, o tempo que não se trabalha. O computador foi à vida, o motor do elevador também. Causou muitos estragos", acrescentou, dizendo que o pessoal se protegeu no primeiro andar do edifício. 

Na rua Mouzinho da Silveira, onde a água correu forte até à ribeira, os estragos foram sobretudo no pavimento de paralelo, onde ficaram "autênticas crateras".

A força das águas cortou ainda a circulação do metro, assim como o acesso à Estação de São Bento, uma vez que como é subterrânea, alagou. Imagens partilhadas nas redes sociais mostram o local alagado, com uma enorme quantidade de água. No local estão as autoridades que já retiraram a maior parte da água.

Segundo a informação disponível no site do Metro do Porto, a Linha Amarela teve a circulação interrompida entre as estações da Trindade e de Jardim do Morro, devido a inundação da Estação de S. Bento, tendo sido reaberta cerca das 14:00. Já a estação de São Bento "permanece fechada para trabalhos de limpeza".

A equipa da CNN Portugal no local falou com o vice-presidente da Câmara do Porto, que está a acompanhar os trabalhos, que afirmou não poder avançar com uma origem para o que aconteceu.

Bombeiros recebem 150 pedidos de ajuda por inundações em duas horas no Porto

O concelho do Porto registou em menos de duas horas 150 pedidos de ajuda por causa das inundações em habitações e vias públicas, principalmente na baixa da cidade, disse à Lusa fonte da Proteção Civil local.

Em declarações à Lusa, a fonte do comando sub-regional de Emergência e Proteção Civil da Área Metropolitana do Porto explicou que os 150 registos de pedidos de ajuda por causa das inundações nas habitações e vias públicas foram registados entre as 12:00 e as 13:50, tendo havendo maior concentração de pedidos de ajuda na “baixa da cidade”.

Fonte da Polícia do Porto confirmou à Lusa que há várias vias enceradas ao trânsito devido à chuva intensa que se fez sentir desde o final desta manhã, mas sem especificar quais, devido ao “excesso de pedidos que estão a registar à hora de almoço”.

Relacionados

Meteorologia

Mais Meteorologia

Patrocinados