Via Verde com aumentos até 50% por serviços que clientes já tinham, acusa Deco

7 dez 2021, 17:40
Via Verde (Divulgação)
Via Verde (Divulgação)

Novas modalidades vão levar consumidores a pagar mais pelos serviços extra portagens: atualmente, pagam 99 cêntimos por mês (ou 50, com extrato eletrónico) por tudo; a partir de janeiro pagarão 1,49 euros por mês (99 cêntimos se for com extrato eletrónico) se quiserem utilizar a Via Verde para, por exemplo, estacionamento

PUB

A Via Verde vai efetuar “aumentos que chegam aos 50%” em serviços que os clientes já tinham, acusa a Deco Proteste, em comunicado enviado à CNN Portugal.

A Via Verde já começou a informar os clientes das alterações que vão entrar em vigor a partir de 5 de janeiro, conforme também noticiou a CNN Portugal. Todos os serviços extra portagens vão ter uma tarifa mensal fixa acrescida.

PUB

"A Deco Proteste repudia a prática comercial anunciada pela empresa, que sujeita os clientes a aumentos que chegam aos 50%, muito acima dos 3% previstos para a inflação, para manterem o acesso aos serviços que já tinham contratado com o operador", diz o comunicado.

A associação de defesa do consumidor considera que esta decisão está “escudada pelo facto lamentável de não existir concorrência” à Via Verde neste mercado.

De acordo com a mesma nota, a Via Verde está a “mascarar” o novo tarifário com uma “suposta reestruturação da oferta”, quando o que está em causa, alega a Deco, são os “serviços habituais” que a empresa já oferecia.

PUB
PUB
PUB

“Apenas conduzirá os consumidores a pagarem muito mais caro pelo mesmo conjunto de serviços de que já dispunham.”

O que vai mudar

Segundo um email enviado pela Via Verde aos clientes, a partir do próximo ano vão estar disponíveis a modalidade Via Verde Autoestrada e Via Verde Mobilidade.

Na primeira opção, os clientes apenas utilizam o serviço base de cobrança de portagem eletrónica, através do Identificador da Via Verde. O preço são os atuais 99 cêntimos (com redução de 50 cêntimos se aderir ao extrato eletrónico).

Já na segunda opção, pela qual os clientes vão pagar 99 cêntimos mensais (caso opte pelo extrato eletrónico) ou 1,49 euros (sem extrato eletrónico), o cliente tem acesso a todos os serviços Via Verde - como estacionamento na rua, em parques, carregamento de veículos elétricos, entre outros.

Para os clientes atuais existe um período experimental até 31 de março de 2022, no qual não haverá alteração de preço, sendo que, se não houver oposição por escrito, este segundo serviço entra em vigor a partir de 5 de janeiro.  

PUB
PUB
PUB

Há ainda uma terceira opção para os utilizadores que só querem o serviço nalguns meses: o Via Verde Mobilidade Leve, que inclui os mesmos serviços que o Via Verde Mobilidade mas em que a mensalidade de 1,75 euros é paga exclusivamente nos meses em que o serviço é utilizado.
 

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

Empresas

Mais Empresas

Patrocinados