Ex-treinador condenado a nove anos de prisão por pornografia de menores e abuso sexual

Agência Lusa , BMA
15 mar, 19:10
Justiça

João Silva, de 51 anos, natural de Lisboa, foi julgado em Beja à porta fechada

O Tribunal de Beja condenou esta terça-feira a nove anos de prisão efetiva um ex-treinador de futebol das camadas jovens por seis crimes de pornografia de menores, dois deles agravados, e um de abuso sexual de criança.

João Silva, de 51 anos, que está em prisão preventiva, também foi condenado a uma pena acessória de proibição de exercício de funções que envolvam contacto regular com menores, por um período de 15 anos.

A súmula do acórdão do coletivo de juízes que julgou o caso foi lida esta terça-feira no Tribunal Judicial de Beja, pouco mais de 10 meses depois da detenção e 28 dias após o início do julgamento à porta fechada de João Silva, natural de Lisboa.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados