Emigrante português pediu a amigos para viajarem até à Suíça para regarem ex-namorada com gasolina. O último suspeito foi agora detido pela PJ

Ontem às 12:40
PJ

Suspeito ficou em prisão preventiva

Um homem de 28 anos foi detido pela Polícia Judiciária por ser suspeito da prática do crime de homicídio qualificado na forma tentada de uma jovem francesa emigrada na Suíça.

Em comunicado, a PJ adianta que os factos aconteceram em outubro de 2022, em Aures, na Suíça, junto à residência da vítima que "mantinha uma relação amorosa com um cidadão português, ali emigrado". 

"Inconformado com o fim do relacionamento, este contactou um amigo que, na companhia de um seu conhecido, se deslocaram de Portugal à Suíça para, a mando daquele, agredirem a vítima. A agressão consistiu em regar a mulher com gasolina e atear-lhe fogo, causando-lhe graves queimaduras que colocaram em perigo a sua vida, implicando um prolongado internamento hospitalar", adianta a nota.

O ex-namorado da vítima encontra-se detido na Suíça, enquanto um amigo deste foi detido em França e extraditado para a Suíça. Já na quarta-feira foi detido, em Portugal, o último interveniente na agressão.

O detido, de 28 anos, empregado de restauração, ficou em prisão preventiva.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Mais Lidas

Patrocinados