Polícia Judiciária iliba deputado de alegada violação e sugere arquivamento

19 mai, 23:06
André Pinotes Batista

A investigação foi delegada pelo Ministério Público na PJ de Setúbal, que já fez um relatório a propor o fim do inquérito sem que seja proferida qualquer acusação.

O deputado socialista André Pinotes Batista foi denunciado por um alegado crime de violação, ou de abuso sexual de pessoa incapaz de resistência, que teria sido cometido na noite de 6 para 7 de julho, no Barreiro, conforme noticia a edição desta sexta-feira do semanário Novo, mas entretanto a CNN Portugal apurou que o processo deverá ser arquivado por sugestão da Polícia Judiciária (PJ) - que concluiu não ter existido qualquer crime. 

Ou seja, a investigação foi delegada pelo Ministério Público na PJ de Setúbal, que já fez um relatório a propor o fim do inquérito sem que seja proferida qualquer acusação.

Depois de uma denúncia, no sentido de que o deputado tivesse abusado de uma jovem turista, em sua casa, durante uma noite em que também estavam presentes amigos de André Pinotes Batista, a PJ foi chamada a investigar e fez várias diligências - concluindo que não ocorreu qualquer crime, como de resto já está afirmado pelos inspetores no processo.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

País

Mais País

Patrocinados