PJ deteve agricultor suspeito dos crimes de sequestro, roubo e agressões "violentas" em Chaves

Agência Lusa , BCE
6 jan, 16:22
PJ

O homem, de 40 anos, agrediu "violentamente" as vítimas, que foram conduzidas ao Hospital de Chaves. Dois anos depois dos crimes, o suspeito aguarda julgamento em prisão preventiva

Um agricultor de 40 anos foi detido pela suspeita dos crimes de sequestro e roubo que terão ocorrido em 2020, em Chaves, e vai aguardar julgamento em prisão preventiva, anunciou esta quinta-feira a Polícia Judiciária (PJ).

A detenção foi efetuada pela PJ, através do Departamento de Investigação Criminal de Vila Real, que, em comunicado, explicou que o homem está “fortemente indiciado” de criminalidade violenta, nomeadamente pelos crimes de sequestro e roubo. 

A Judiciária suspeita que um grupo de três suspeitos se tenha introduzido numa habitação naquele concelho do distrito de Vila Real e, mediante o recurso à força e a armas de fogo, sequestrou e coagiu as vítimas, um casal de idosos e a sua filha, à entrega de elevada quantia em dinheiro e artigos em ouro. 

Suspeito agrediu "violentamente" as vítimas

Segundo a PJ, as vítimas foram “violentamente agredidas” e, em consequência, foram conduzidas ao Hospital de Chaves.

Os factos terão ocorrido no dia 26 de abril de 2020, cerca das 22:00, no interior de uma habitação em Chaves. 

O suspeito agora detido foi presente a interrogatório judicial tendo-lhe sido aplicada a prisão preventiva como medida de coação.

A Polícia Judiciária disse ainda que a investigação prossegue no apuramento da identificação dos restantes autores e sua relação com a prática de outros crimes da mesma natureza ocorridos na região.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados