Falsos polícias roubam 1.500 quilos de droga a traficantes e abalroam PJ na fuga

22 jun, 09:09

PJ montou uma operação de vigilância discreta aos suspeitos, apercebendo-se de que, na zona de Faro, se fizeram passar por polícias à civil, com pirilampos num carro descaracterizado, e atacaram uma carrinha onde sabiam que era transportada droga com proveniência em Marrocos

A Polícia Judiciária de Lisboa seguia um grupo de cinco homens, na madrugada do último sábado, por assaltos à mão armada, quando tropeçou numa tonelada e meia de droga que os mesmos tinham acabado de roubar a traficantes, sob o disfarce de polícias que simularam uma apreensão. Acabaram os cinco detidos, apurou a CNN Portugal, mas na perseguição, já no Algarve, um carro da PJ ainda foi abalroado e os os inspetores ameaçados com uma arma de fogo.

A investigação começou por um assalto à mão armada, em novembro do ano passado. Elementos do grupo violento invadiram a casa de um empresário, em Sintra, sequestrando a vítima sob ameaça de armas de fogo. Roubaram mais de 15 mil euros em dinheiro e fugiram.

Cometeram ainda outros crimes, nos últimos meses, como um furto de milhares de euros em combustível numa empresa, também na zona de Sintra, e estavam sob investigação da secção de roubos da PJ de Lisboa. 

Em causa, um grupo de cadastrados com experiência no crime violento. Na madrugada do último sábado, a PJ montou uma operação de vigilância discreta aos suspeitos, apercebendo-se de que, na zona de Faro, se fizeram passar por polícias à civil, com pirilampos num carro descaracterizado, e atacaram uma carrinha onde sabiam que era transportada droga com proveniência em Marrocos. 

Simularam uma operação policial, mandando parar o condutor da carrinha, e arrancaram no mesmo veículo com mais de 1500 quilos de haxixe no interior - que tencionavam depois colocar à venda no mercado. 

Poucos quilómetros à frente, na zona de Moncarapacho, ainda no Algarve, acabaram os falsos polícias intercetados pela PJ, que acabou por deter os cinco assaltantes e traficantes. Na operação, um carro da PJ foi abalroado, os assaltantes ainda empunharam armas de fogo quando tentavam fugir a pé, mas acabaram todos detidos. Foram presentes ao Tribunal de Sintra, comarca onde ocorreram os primeiros crimes, e já estão todos em prisão preventiva.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados