Vereador do CDS suspeito de fraude eleitoral em internas do partido

17 dez 2021, 20:28

Diogo Moura nega as suspeitas de que terá adulterado resultados em duas eleições

PUB

A Polícia Judiciária está a investigar um possível caso de fraude eleitoral em eleições internas no CDS.

O suspeito é Diogo Moura, atual vereador da Cultura, Educação e Economia da Câmara Municipal de Lisboa, e que também é presidente da concelhia da capital do partido.

PUB

De acordo com a investigação em curso, o centrista terá tentado adulterar os resultados nas eleições para o Conselho Nacional do partido em 2019 e 2021.

Entre as provas reunidas pela Polícia Judiciária estão mensagens enviadas pelo centrista para uma militante que estava na mesa de voto. Entre as mensagens estão indicações para colocar ou "preparar" votos.

"Mando mensagem para meteres na urna quando o P. estiver distraído", pode ler-se num dos SMS enviados.

Em declarações à TVI (do mesmo grupo da CNN Portugal), Diogo Moura nega todas as suspeitas.

Direção do CDS lamenta caso

A direção do CDS reagiu à notícia avançada pela TVI, lamentando que a oposição interna tenha praticado fraudes eleitorais que a beneficiaram em disputas internas.

PUB
PUB
PUB

Em comunicado a reagir à notícia, a direção centrista diz que "tais factos serão apurados em sede própria e estarão sujeitos aos procedimentos disciplinares do partido".

"A Direcção do CDS-PP está a fazer uma profunda renovação de hábitos e de protagonistas dentro do partido, pelo que as próximas eleições constituirão  uma excelente oportunidade para a verdadeira mudança de que o partido precisa", acrescenta a nota.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados