Portugal
Finalizado
2 - 1
Chéquia

Falsificavam receitas para produzir droga "extremamente tóxica". Foram detidos em "flagrante delito"

Agência Lusa , BCE
27 mai, 14:52
Drogas (imagem Getty)

Segundo a Polícia Judiciária, o medicamento em causa serve para "produzir uma bebida extremamente tóxica conhecida por ‘purple drank’, uma droga recreacional"

A Polícia Judiciária (PJ) deteve no sábado em Portimão, no distrito de Faro, dois homens suspeitos de falsificarem receitas médicas para adquirirem um medicamento usado para fabricar uma droga conhecida como ‘purple drank’.

Em comunicado, a PJ esclareceu que os homens, com 22 e 23 anos, foram detidos em “flagrante delito”, quando procuravam obter de forma ilícita, em farmácias nas cidades de Portimão e de Quarteira, um fármaco que tem como princípio ativo a codeína.

Segundo a polícia, os suspeitos atuaram “com a consciência de que estavam a utilizar receitas falsas” para adquirirem um medicamento cuja venda apenas é permitida mediante prescrição médica.

O fármaco, que pertence ao grupo dos opioides, tem efeitos analgésicos e causa dependência se consumido com regularidade, especificou aquela força policial.

O medicamento “serve para produzir uma bebida extremamente tóxica conhecida por ‘purple drank’, uma droga recreacional, cujo valor nos mercados ilícitos torna a sua produção e venda apelativos”, lê-se na nota.

Os dois detidos, sob os quais “existem fortes suspeitas da prática de um crime de falsificação de documento”, vão ser presentes a tribunal para serem ouvidos em primeiro interrogatório judicial, conclui a nota da PJ.

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados