Empresa de Barcelos importava bananas mas recebia cocaína

Agência Lusa , AM
17 jan, 14:29
Apreensão de droga em Algeciras (PJ)

Detidos três suspeitos, dois portugueses e um estrangeiro, por tráfico de droga dissimulada em contentores de fruta

A Polícia Judiciária (PJ) deteve na segunda-feira, na zona de Braga e do Porto, mais três homens suspeitos de integrarem uma rede internacional de tráfico de cocaína.

Em comunicado, a PJ refere que os três homens agora detidos colaboravam num esquema pelo qual uma empresa de Barcelos (Braga) importava fruta, designadamente bananas, com cocaína dissimulada em contentores.

Os três detidos, dois portugueses e um estrangeiro, vão ser presentes a tribunal para primeiro interrogatório e aplicação das respetivas medidas de coação.

Fonte da PJ disse à Lusa que a investigação começou em 2020 e já fez outros seis detidos, que estão em prisão preventiva.

Em dezembro, foram realizadas diversas buscas domiciliárias e não domiciliárias, das quais resultou a apreensão de 104 quilogramas de cocaína, ocultos em contentores contendo bananas.

Na ocasião, foram apreendidos “importantes” elementos de prova, designadamente equipamentos eletrónicos e de comunicação, dinheiro, viaturas de alta cilindrada e ferramentas diversas.

Os seis detidos na altura são todos estrangeiros e de diversas nacionalidades e preparavam-se para, num armazém localizado em Barcelos, proceder à extração do produto estupefaciente do interior do contentor, “dando-lhe destino que se presume fora do território nacional”.

Cinco dos elementos do grupo teriam funções operacionais no seio da organização internacional.

Terão viajado de diversos países propositadamente para o desempenho dessa tarefa, enquanto o sexto elemento ocuparia uma posição hierárquica superior.

No período da investigação, a mesma organização criminosa terá sido responsável pela introdução de outros contentores, por via marítima, os quais vieram a ser intercetados em Espanha pela Guardia Civil, no Porto de Algeciras, também em dezembro.

Nessa ocasião, foram apreendidos 718 quilogramas de cocaína, também oculta e transportada na importação de bananas, cujo destino final era o Porto de Leixões e a mesma empresa portuguesa.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Mais Lidas

Patrocinados