PJ e FBI travam rede online de venda de milhões de dados pessoais 

13 set, 12:15

Site disponibilizou 25 mil cartas de condução e passaportes digitalizados e 108 mil dados de contas bancárias, entre outras informações e documentos

A Polícia Judiciária, em colaboração com o FBI, desmantelou em Portugal um servidor informático que alojava um site que servia para um gigantesco esquema criminoso de compra e venda de dados pessoais, apurou a CNN Portugal. As informações eram obtidas através do acesso ilegítimo e captura de credenciais de milhões de utilizadores na internet.

O site era gerido por um cidadão de leste, de 36 anos, que disponibilizava cerca de seis milhões de informações de identificação pessoal: 25 mil cartas de condução e passaportes digitalizados, um milhão e setecentas mil credenciais para lojas online, 108 mil dados de contas bancárias e mais de 20 mil cartões de crédito - além de credenciais de acessos a contas de e-mail e de Paypal.

Os dados eram depois disponibilizados num fórum com 94 vendedores e mais de cem mil utilizadores que, através de moedas virtuais, nomeadamente bitcoins, conseguiam comprar e vender todo o tipo de informações. As receitas rondavam os quatro milhões euros.

As autoridades dos EUA também apreenderam quatro domínios utilizados pelo mesmo site. O suspeito está acusado de conspiração e tráfico de dispositivos de acesso não autorizado. Se for condenado enfrenta uma pena máxima de 10 anos de prisão.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados