Covid. Pfizer diz que três doses da vacina produzem resposta imunológica forte em crianças dos seis meses aos 5 anos

23 mai, 13:10
Pfizer

A vacinação em crianças com menos de cinco anos tem sido adiada depois de as duas doses da vacina Pfizer/BioNTech não mostrarem fornecer o nível de proteção esperado, o que levou as empresas a alterar os ensaios para adicionar uma terceira dose

A Pfizer/BioNTech revelou, esta segunda-feira, que vacinar crianças entre os 6 meses e os 5 anos com três doses da sua vacina contra a covid-19 revelou uma forte resposta imunológica, anunciou a farmacêutica norte-americana. Os resultados dos testes vão agora ser enviados para a entidade reguladora dos Estados Unidos, a FDA, Food and Drug Administration.

De acordo com a CNN Internacional, o estudo da fase 2/3 incluiu 1.678 crianças que receberam uma terceira dose durante o período em que a variante Ómicron dominou.

Um mês após a dose de reforço, os testes mostraram que as crianças tinham uma resposta imunológica semelhante a duas doses aplicadas a jovens dos 16 a 25 anos. Os dados ainda não foram revistos ​​por pares ou publicados.

A Pfizer/BioNTech diz ainda que as três doses para crianças foram "bem toleradas" na faixa etária mais jovem e que nenhum sinal de alerta foi identificado. 

“Esses dados de segurança, resposta imunitária e eficácia de primeira linha são otimistas e esperamos concluir em breve as entregas aos reguladores globalmente, com a esperança de disponibilizar esta vacina para crianças mais novas o mais rápido possível, sujeita à autorização dos reguladores”, afirmou o presidente e CEO da Pfizer, Albert Bourla, em comunicado.

Doses mais pequenas

As doses das vacinas para esta faixa etária são mais pequenas do que aquelas que são utilizadas em faixas etárias mais avançadas. As crianças com 12 anos ou mais recebem duas doses de uma vacina de 30 microgramas enquanto as crianças de 5 a 12 anos recebem duas doses com 10 microgramas. Ambas as faixas etárias são elegíveis para doses de reforço.

Já para crianças de 6 meses a 5 anos, a única faixa etária que ainda não está a ser vacinada contra a covid-19, a vacina Pfizer/BioNTech é de três doses de 3 microgramas. As duas doses iniciais foram administradas com três semanas de intervalo e a terceira dose foi administrada pelo menos dois meses depois da segunda dose.

A vacinação em crianças com menos de cinco anos tem sido adiada depois de as duas doses da vacina Pfizer/BioNTech não mostrarem fornecer o nível de proteção esperado, o que levou as empresas a alterar os ensaios para adicionar uma terceira dose.

Em fevereiro, os reguladores pediram à Pfizer/BioNTech que enviasse um pedido de autorização de uso urgente com base nos dados de duas doses, mas adiou uma reunião do conselho consultivo de vacinas da agência para que os dados da terceira dose pudessem ser considerados. O comité da Food and Drug Administration tem reuniões agendadas para 8, 21 e 22 de junho para discutir a vacinação de crianças com menos de 5 anos.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados