Maria Branyas Morera é a pessoa mais velha do mundo. O segredo? "Ficar longe de pessoas tóxicas"

27 jan 2023, 13:23
Maria Branyas Morera (DR-Twitter)

Teve três filhos, um dos quais já falecido, 11 netos e 11 bisnetos

Sobreviveu a duas guerras mundiais, uma guerra civil e duas pandemias. Com 115 anos, Maria Branyas Morera tornou-se na mulher mais velha do mundo, na sequência da morte da Irmã André, aos 118 anos.

Nascida nos Estados Unidos, no dia 4 de março de 1907, Maria Branyas Morera mora há 20 anos na casa de repouso Santa Maria del Tura, na cidade de Olot, na Catalunha, no nordeste de Espanha. 

Depois do anúncio do Livro de Recordes do Guiness, Morera deu uma entrevista ao jornal espanhol La Vanguardia, onde revelou o segredo para a longevidade: "Ficar longe de pessoas tóxicas."

Maria Branyas Morera faz questão de partilhar a sua sabedoria e expressar os seus sentimentos na rede social Twitter, que utiliza com a ajuda da filha, e onde conta com milhares de seguidores (mais de 9.200). "Sou velha, muito velha, mas não sou idiota", pode ler-se na biografia da sua conta.

Depois da morte da freira francesa Lucile Randon, conhecida como Irmã André, na semana passada, o consultor sénior de gerontologia do Livro de Recordes do Guinness, Robert D. Young, já tinha admitido que seria “provável” que Morera fosse nomeada a nova decana da humanidade.

Na altura, Morera disse estar "surpreendida e grata pela expectativa de poder vir a ser a pessoa mais velha do mundo". "Muito obrigada a todos os que demonstraram interesse, ainda que eu não tenha qualquer mérito".

A filha mais nova da centenária, Rosa Moret, de 78 anos, elogiou a boa saúde da mãe, que disse dever-se à "genética".

"Ela nunca foi ao hospital, nunca partiu nada”, sublinhou Rosa Moret, em declarações à televisão regional catalã esta quarta-feira.

Morera nasceu em São Francisco, no oeste dos Estados Unidos, em 4 de março de 1907, pouco depois da sua família originária da Espanha se mudar do México para os Estados Unidos.

Depois, a família de Maria mudou-se para Nova Orleães, no sul dos Estados Unidos, em 1910, antes de regressar a Espanha em 1915. Em 1931, casou-se com um médico, que morreu aos 72 anos.

Teve três filhos, um dos quais já falecido, 11 netos e 11 bisnetos.

O título de pessoa mais velha do mundo de que há registo pertence a Jeanne Louise Calment. Nasceu em 21 de fevereiro de 1875 e viveu durante 122 anos e 164 dias, de acordo com o Livro de Recordes do Guiness.

Relacionados

Europa

Mais Europa

Mais Lidas

Patrocinados