Fazer jejum 2 dias por semana pode ajudar as pessoas obesas a emagrecer com resultados "modestos"

CNN , Katie Hunt
12 dez 2021, 15:00
Foto: Freepik.com
Foto: Freepik.com

PUB

A dieta 5:2, um tipo de jejum intermitente, não é mais eficaz do que as abordagens tradicionais ao emagrecimento, segundo o que os investigadores afirmam ter sido o primeiro estudo da dieta num "cenário de vida real".

No entanto, os investigadores descobriram que a abordagem, que envolve dois dias de limitações severas de calorias (500 calorias para as mulheres, 600 para os homens) e cinco dias de alimentação equilibrada, foi melhor classificada pelas pessoas obesas no estudo, porque era mais fácil de cumprir.

PUB

"Conseguimos mostrar os primeiros resultados da eficácia dos conselhos simples da dieta 5:2 num cenário de vida real. Descobrimos que, embora a dieta 5:2 não fosse melhor do que as dietas tradicionais, os utilizadores preferiram esta abordagem porque era mais simples e cativante", disse em comunicado Katie Myers Smith, psicóloga de saúde e investigadora da Universidade Queen Mary, em Londres. Ela foi uma autora do estudo publicado na revista científica PLOS ONE.

Katie diz que os médicos podem considerar a introdução da dieta 5:2 como parte de uma terapia de controlo de peso dos pacientes.

PUB
PUB
PUB

O estudo envolveu 300 pessoas obesas de Tower Hamlets, um bairro bastante carenciado em Londres. Os participantes seguiram a dieta 5:2 ou uma abordagem mais convencional para emagrecer, que enfatizava comer mais legumes e alimentos integrais, cortando nos alimentos ricos em açúcar e gorduras, comer porções menores e praticar exercício físico.

Resultados 'modestos'

Os resultados de ambas as abordagens foram muito semelhantes e "modestos", segundo o estudo.

Passados seis meses, os seguidores da dieta 5:2 tinham perdido, em média, 1,8 kg em comparação com 1,7 kg dos seguidores da dieta tradicional. Passados 12 meses, esses valores eram de 1,9 kg e 1,8 kg, respetivamente.

Cerca de 18% das pessoas que fizeram a dieta 5:2 perderam pelo menos 5% do peso corporal após um ano, em comparação com os 15% de quem seguiu a abordagem convencional.

Do grupo que seguiu a dieta 5:2, metade compareceu a seis sessões de apoio em grupo nas primeiras seis semanas após a sessão de informação inicial. No entanto, o impacto do grupo diminuiu com o tempo, concluiu o estudo. 

PUB
PUB
PUB

Os participantes estavam otimistas quanto às diferentes abordagens para perder peso, mas os que seguiram a dieta 5:2 mostraram mais probabilidade de recomendá-la a outras pessoas e mais disponíveis a continuar a dieta.

O estudo foi um ensaio clínico aleatório, considerado o tipo mais rigoroso de investigação, e embora o número de participantes fosse maior do que a maioria dos estudos anteriores de jejum intermitente, os autores disseram que "algumas conclusões de relativa importância poderiam ser mais claras se a amostra fosse maior."

As pessoas que seguiram a orientação convencional de perda de peso também estavam mais dispostas a tentar outras estratégias como a Weight Watchers, a Slimming World ou outras dietas. Esse fator pode ter alterado os efeitos, mas não seria ético ou prático impedir os participantes de tentarem abordagens alternativas, disseram os autores do estudo.

Jejum intermitente

Alguns especialistas acham que alternar entre jejuar e comer pode melhorar a saúde celular ao desencadear a mudança metabólica.

PUB
PUB
PUB

Na comutação metabólica, as células gastam as suas reservas de combustível e convertem gordura em energia, trocando do armazenamento de gordura para a economia de gordura. O jejum intermitente pode reduzir a pressão arterial, ajudar na perda de peso e melhorar a longevidade, sugere uma revisão de estudos anteriores com animais e humanos publicados no The New England Journal of Medicine .  

No entanto, o método não é apropriado para todas as pessoas, especialmente grávidas e pessoas com problemas de saúde como diabetes ou distúrbios alimentares.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Vida Saudável

Mais Vida Saudável

Patrocinados