“O jogo. O rei. A eternidade”. De Marcelo a Obama às fotografias com Eusébio, as reações à morte de Pelé, o “imortal”

29 dez 2022, 21:58

O antigo futebolista morreu esta quinta-feira aos 82 anos.

As redes sociais enchem-se de homenagens e notas de pesar à morte de Pelé. O antigo futebolista brasileiro e apelidado por muitos como o ‘Rei do Futebol’ morreu esta quinta-feira, aos 82 anos.

Uma das primeiras reações foi do Santos Futebol Clube, equipa que Pelé representou durante grande parte da sua carreira.

“Eu tive o privilégio que os brasileiros mais jovens não tiveram: eu vi o Pelé jogar, ao vivo, no Pacaembu e Morumbi. Jogar, não. Eu vi o Pelé dar show. Porque quando pegava na bola ele sempre fazia algo especial, que muitas vezes acabava em gol”, escreve no Twitter o presidente eleito Lula da Silva, partilhando imagens ao lado de Pelé.

Ronaldo Nazário também recorreu ao Twitter para lamentar a morte de Pelé. “Que privilégio vir depois de você, meu amigo. Seu talento é uma escola pela qual todo jogador deveria passar”. Na legenda de uma imagem do falecido jogador, Ronaldo escreve que “seu legado transcende gerações. E é assim que seguirá vivo. Hoje e sempre, celebraremos você”. Cafu também lamentou a morte de Pelé.

Neymar reagiu à morte de Pelé e garante que o antigo futebolista “mudou tudo, transformou o futebol em arte”. A FIFA também prestou homenagem e despediu-se de Pelé com a breve descrição: “Imortal. Para sempre connosco”. O treinador portugês José Mourinho mostrou-se “muito triste” com a notícia, revela a Reuters..

A Federação Portuguesa de Futebol também foi das primeiras a fazer uso das redes sociais para lamentar a morte de uma “estrela”, publicando uma fotografia em que Pelé surge ao lado de Eusébio.

Cristiano Ronaldo diz que “um mero ‘adeus’ ao eterno Rei Pelé nunca será suficiente para expressar a dor que abraça neste momento todo o mundo do futebol. Uma inspiração para tantos milhões, uma referência do ontem, de hoje, de sempre”. 

André Villas Boas partilhou no Facebook uma imagem de Pelé com Maradona.

O antigo guarda-redes do FC Porto, Iker Casillas, escreve que é “um dia muito triste para o futebol”. Já Kylian Mbappé agradece ao “rei” o legado que deixa e que jamais será esquecido. Messi publicou uma fotografia no Twitter.

O Benfica publicou no Instagram uma fotografia de Pelé com Eusébio. Já o FC Porto escreve que “as lendas são imortais”. O Braga diz “obrigado Lenda”.

Do lado político, Marcelo Rebelo de Sousa publicou uma nota no site da Presidência. O secretário de Estado do Desporto e Juventude, João Paulo Correia, considerou hoje que o talento e a genialidade do antigo futebolista Pelé, que hoje faleceu, “são imortais”.

“Pelé faleceu hoje, aos 82 anos. O seu talento e genialidade são imortais. Revolucionou o futebol. Nome maior do Desporto que apaixonou e inspirou sucessivas gerações”, escreveu o governante, numa mensagem na rede social Twitter.

Lá fora, Barack Obama recorda “um dos maiores a jogar o bonito jogo”. “Os nossos pensamentos estão com a sua família e com todos os que o amavam e o admiravam”, lê-se no pequeno texto, acompanhado de uma fotografia dos dois. Emmanuel Macron escreveu: “O jogo. O rei. A eternidade”.

O presidente dos EUA, Joe Biden, expressou os seus sentimentos à família de Pelé e a todos os que o amaram, em texto divulgado na sua página na rede social Twitter. “Para um desporto que une o mundo mais do que qualquer outro, a ascensão de Pelé, dos inícios humildes até a glória futebolística, é uma história do que é possível”, considerou Biden. “Hoje, os pensamentos de Jill [a sua esposa] e os meus estão com a sua família e com todos os que o amaram”, acrescentou.

Os cantores Caetano Veloso, Julio Iglesias e Carlinhos Brown estão entre as personalidades da Cultura que recorreram às redes sociais para lamentar a morte do antigo futebolista Pelé. Caetano Veloso, no Twitter, fala num “dia triste para o Brasil”. O cantor recorda ter escrito um tema que fez inspirado em palavras de Pelé, “Love love love”, que faz parte do álbum “Muito – dentro da estrela azulada”, editado em 1978.

Júlio Iglesias, no Instagram, recorda o “queridíssimo amigo” com quem viveu “tantas aventuras bonitas, tempos inesquecíveis”. 

A cantora, atriz e apresentadora Preta Gil, filha de Gilberto Gil, afirmou no Twitter que “o rei é eterno”, e o cantor Alejandro Sanz, na mesma rede social, que Pelé “elevou o futebol à sua essência máxima” e é “eterno”.

Carlinhos Brown escreveu no Twitter um pequeno poema em homenagem a Pelé: “Minha infância agradecida viu pela lama, viu pela grama, viu a bola pela vida, viu a pele arrepiada, ouviu os batuques do rumpilé, e em tudo isso eu vi Pelé. E continuo sentido Pelé. O Rei mais legítimo do Brasil. Esse não era só majestade com os pés”.

Relacionados

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados