Dois anos de prisão para empresário Pedro Pinho por agredir jornalista da TVI 

8 nov, 15:25
Agressão a jornalista no final do Moreirense-FC Porto (DR)

O empresário de futebol Pedro Pinho foi esta tarde condenado a dois anos de prisão, com pena suspensa por igual período, por agressões ao repórter de imagem da TVI Francisco Ferreira, a seguir a um jogo do Moreirense frente ao FC Porto. Terá ainda de indemnizar o jornalista pelo crime cometido a 29 de abril de 2021, em Moreira de Cónegos.

O mesmo Pedro Pinho, recorde-se, que na operação Prolongamento, do Ministério Público, é suspeito de ser testa de ferro da família Pinto da Costa no desvio de milhões de euros do FC Porto, a pretexto de comissões na compra e venda de jogadores, já tinha sido castigado pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, no ano passado, com quatro meses de suspensão e uma multa de 3.600 euros pelas mesmas agressões ao repórter da TVI - que configuram um crime público por o jornalista estar no exercício de funções.

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados