Pedro Nuno diz que problema não é pedalada e sim más medidas do Governo

Agência Lusa , MJC
1 jun, 15:27
O secretário-geral do PS, Pedro Nuno Santos e a cabeça de lista às Eleições Europeias, Marta Temido, no mercado de Angeiras (Lusa/ José Sena Goulão)

“A questão não é de pedalada, nem de velocidade nem de ritmo de apresentação de medidas. Não é assim que se avalia um Governo. É pela qualidade das medidas que são anunciadas, pelo seu conteúdo e depois pela sua implementação. Essa não existe”, diz secretário-geral do PS

O secretário-geral do PS, Pedro Nuno Santos, defendeu este sábado que o problema do Governo não é pedalada e “uma torrente de anúncios”, mas sim a qualidade das medidas apresentadas, que considerou que “são más” e no “caminho errado”.

“O nosso problema e a nossa preocupação não é com a torrente de anúncios, é com a qualidade das medidas que são apresentadas, que são más, que indiciam um caminho que se afasta de nós, que achamos que é um caminho errado”, respondeu aos jornalistas à margem de uma ação de campanha para as europeias em Angeiras, Matosinhos.

Pedro Nuno Santos foi questionado sobre as declarações feitas na véspera pelo primeiro-ministro, Luís Montenegro, que aconselhou a oposição a ter “mais pedalada” para acompanhar o Governo. “A questão não é de pedalada, nem de velocidade nem de ritmo de apresentação de medidas. Não é assim que se avalia um Governo. É pela qualidade das medidas que são anunciadas, pelo seu conteúdo e depois pela sua implementação. Essa não existe”, atirou.

Na devolução das palavras, o líder do PS afirmou que o primeiro-ministro “acha que governar é apresentar PowerPoints atrás de PowerPoints”. “Isso não é governar”, disse.

Questionado sobre as críticas do opositor da AD, Sebastião Bugalho, que considerou que Pedro Nuno Santos está demasiado na campanha, líder do PS respondeu: "eu sou secretário-geral do PS. O PS está em campanha. Então eu devia estar aonde?".

"Fazer o meu papel, estar com os meus camaradas, apoiar os nossos candidatos, apoiar a Marta Temido. Não é ofuscar ninguém. É impossível ofuscar a Marta Temido como vocês têm visto na campanha", disse.

Relacionados

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados