Champions: Sporting-B. Dortmund, 3-1 (destaques)

David Marques , Estádio José Alvalade, Lisboa
24 nov, 22:38
Pedro Gonçalves festeja golo no Sporting-Borussia Dortmund (Miguel A. Lopes/LUSA)
Pedro Gonçalves festeja golo no Sporting-Borussia Dortmund (Miguel A. Lopes/LUSA)

O sexto sentido de Pote

PUB

A FIGURA: Pedro Gonçalves

As palavras disponíveis para definir o melhor marcador do Sporting começam a esgotar-se. Num momento parece alienado no jogo e logo a seguir mostra ser capaz de desequilibrar. Inaugurou o marcador à meia hora de jogo, aproveitando um corte defeituoso de Schulz. Aos 39m bisou num remate forte e colocado de fora da área. Está quase sempre no sítio certo, para combinar com um colega ou para aproveitar um ressalto. Na segunda parte esteve duas vezes perto do hat-trick: na primeira preferiu tocar para Sarabia; na segunda não converteu o penálti, mas Porro estava lá para atacar a sobra. Tem um sexto sentido? Parece, não é?

PUB

O MOMENTO: golo de Pedro Gonçalves. MINUTO 30

O momento de maior pressão do Borussia Dortmund já tinha ficado para trás e o Sporting estava a conseguir ter mais bola, mas foi de forma bem menos rendilhada, mas igualmente eficaz que os leões chegaram ao golo. Coates esticou o jogo para Pote, que na cara de Kobel fez o 1-0 e um jogo diferente começou em Alvalade nesse momento.

PUB
PUB
PUB

 

OUTROS DESTAQUES

Matheus Nunes: começou por sentir muitas dificuldades para condicionar, juntamente com Palhinha, os homens do meio-campo dos alemães. Perdeu algumas bolas, mas serenou a partir dos 20 minutos, quando o Sporting começou a conseguir encaixar melhor no jogo dos visitantes. A partir daí, foi mais eficaz na pressão e fez a diferença com e sem bola. Uma fatia do segundo golo pertence-lhe, pela forma como apareceu na área contrária e baralhou a defesa germânica.

Coates e Gonçalo Inácio: os alemães não tiveram Erling Haaland e isso só pode ser visto como uma boa notícia por qualquer defesa. Mas nem por isso a defesa leonina teve uma noite tranquila. Com o Borussia Dortmund sempre com muitas unidades no ataque e boas combinações, foi necessária extrema atenção da linha mais recuada do Sporting. Gonçalo Inácio fez de Adán num golo feito ainda na primeira parte e o sentido posicional de Coates permitiu ao uruguaio apagar vários focos de incêndio. Mais: o golo 1-0 nasce de um passe longo do capitão do Sporting.

PUB
PUB
PUB

Pedro Porro: assinou o 3-0 na recarga a um penálti de Pote e esteve no lance que custou a expulsão de Emre Can. Não teve a liberdade para atacar que tem habitualmente noutros jogos (nem poderia ter), mas ainda ensaiou algumas correrias pelo corredor direito.

Brandt: o mais irrequieto dos alemães e aquele que pisou mais zonas do terreno no ataque. Rápido a decidir, saíram dos pés dele algumas jogadas de perigo do Dortmund.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.

Sporting

Mais Sporting