Salazar a Vomitar a Pátria e outras 10 maneiras de conhecer Paula Rego

8 jun, 14:25

O contraste entre o velho e o novo e ainda o humano e o animal era um dos seus traços. Esta é uma breve fotogaleria de uma longa e consagrada carreira de Paula Rego (1035-2022)

Paula Rego, que morreu esta quarta-feira, tem várias obras espalhadas pelo mundo, sendo Portugal e o Reino Unido os dois países que estão na base da sua carreira e onde viveu. A Fundação Calouste Gulbenkian, a National Gallery, a Tate Britain e o Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofia (Madrid) foram alguns dos principais espaços onde teve exposições da sua autoria. Mas também expôs o seu trabalho em França, no México, nos Estados Unidos e no Brasil. 

Paula Rego especializou-se em pinturas e gravuras, tendo começado a produzir algumas colagens. Tinha como principais temáticas o folclore tradicional e os contos e fábulas que conheceu quando era criança. Tinha também como traço artístico o contraste entre o velho e o novo e ainda o humano e o animal. 

Ao longo de toda a carreira adotou influência de artistas como Joan Miró (surrealismo), Jean Dubuffet (arte bruta/expressionismo), Chaim Soutine (expressionismo) e Diego Velázquez (barroco).

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Artes

Mais Artes

Patrocinados