Paul Haggis condenado a pagar 7,5 milhões de dólares por abuso sexual

Agência Lusa , AM
11 nov, 06:36
Paul Haggis (Associated Press)

Realizador já tinha sido acusado de agressão sexual por outras mulheres, mas, em Nova Iorque, apenas responde pelas denúncias da publicitária Haleigh Breest

O cineasta canadiano Paul Haggis, vencedor de dois Óscares por “Colisão” (2005), foi condenando a pagar pelo menos 7,5 milhões de dólares a uma mulher que o acusou de abusos sexuais em 2013, decretou um júri.

Além dos cerca de 7,4 milhões de euros, após o câmbio, o júri também decidiu que os danos punitivos adicionais devem ser concedidos, mas o valor deve ser decidido posteriormente.

Paul Haggis, de 69 anos, é acusado desde dezembro de 2017 pela publicitária Haleigh Breest de a ter violado em janeiro de 2013, quando a visada tinha 26 anos.

Breest, de 36 anos, disse que Haggis a submeteu a avanços indesejados e a obrigou a fazer sexo oral e a violou, apesar de suplicar para parar.

Por seu turno, o realizador disse que havia sido a publicitária a iniciar o sexo oral numa interação totalmente consensual, referindo que não se lembrava de ter tido relações sexuais.

Os jurados ficaram do lado de Breest, que indicou que sofreu danos psicológicos e profissionais após o encontro com Haggis.

“Pensei que ia de boleia para casa. Concordei em tomar um copo. O que aconteceu nunca deveria ter acontecido. E não tinha nada a ver comigo, e tudo a ver com ele e as suas ações”, disse a queixosa.

O também argumentista de “Million Dollar Baby - Sonhos Vencidos” (2004) e de “007 - Casino Royale” (2006) começou a ser julgado no mês passado em Nova Iorque.

Já tinha sido acusado de agressão sexual por outras mulheres, mas, em Nova Iorque, apenas responde pelas denúncias de Breest.

Na sua denúncia, Haleigh Breest disse que na noite de 31 de janeiro de 2013, após a exibição de um filme em Manhattan, o realizador insistiu que a mulher fosse beber um copo na sua casa, quando a mesma tinha dito que preferia ir a um bar. No apartamento, Paul Haggis fez muitos avanços antes de a forçar a fazer sexo oral e de a violar.

Conhecido por ser um dos criadores da série de televisão “Walker, o Ranger do Texas”, que foi transmitida em Portugal nos anos de 1990, Paul Haggis recebeu os Óscares de Melhor Realização e de Melhor Argumento Original por “Colisão”, em 2006.

O realizador foi ainda argumentista de Million Dollar Baby - Sonhos Vencidos” (2004) e “As Bandeiras dos Nossos Pais” (2006), de Clint Eastwood, e de “007 - Casino Royale” (2006), de Martin Campbell, “007 - Quantum of Solace” (2008), de Marc Forster.

Artes

Mais Artes

Patrocinados