Deputadas britânicas proibidas de levar os filhos para o parlamento

24 nov, 17:34
Parlamento britânico
Parlamento britânico

Trabalhista Stella Creasy foi informada da regra após levar o seu bebé para o emprego. Speaker da Câmara dos Comuns já remeteu o assunto para o comité especializado, afirmando que “as regras mudam com os tempos"

PUB

Da próxima vez que uma deputada britânica tentar entrar na Câmara dos Comuns com o seu bebé, poderá ser barrada. A regra, que faz parte do código de comportamento do parlamento britânico, está a gerar contestação.

O assunto ganhou relevo após Stella Creasy, membro do Partido Trabalhista que recentemente levou o filho de três meses para um debate parlamentar, ter sido informada da proibição pelo Ways and Means Committee da instituição.

PUB

“Aparentemente, o parlamento escreveu uma regra que me impede de levar o meu filho bem-comportado, de três meses, para a Câmara, quando vou discursar. As mães na mãe de todos os parlamentos não são para ser ouvidas, parece”, escreveu a deputada, na sua conta do Twitter.

Em resposta às preocupações levantadas por alguns parlamentares e pela opinião pública, o Speaker da Câmara dos Comuns, Sir Lindsay Hoyle, enviou o assunto para um comité de membros do parlamento, que irá rever as regras vigentes.

“As regras têm de ter contexto e mudam com os tempos”, defendeu Hoyle no parlamento.

PUB
PUB
PUB

Apesar de pouco comum, não é a primeira vez que uma deputada leva um filho de colo para o emprego. Em 2018, a ex-membro do parlamento pelos Liberais Democratas Jo Swinson terá sido a primeira a fazê-lo.

Segundo a BBC, mesmo tendo direito a licença de maternidade e voto à distância, algumas deputadas têm dificuldades em obter verbas adequadas para cobrir os custos decorrentes.

Acresce a isso o facto de os deputados terem de marcar presença obrigatória nos debates na Câmara dos Comuns, o que inviabiliza os efeitos da licença.

Sobre este tema, o porta-voz do primeiro-ministro britânico Boris Johnson garantiu que o governante espera ver “mais melhorias” para tornar o parlamento britânico um lugar agradável para as famílias. Contudo, qualquer mudança nos regulamentos terá de ser tomada na câmara baixa do órgão.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa