Papa Francisco pede que "cesse a violência" no Peru

Agência Lusa , MM
18 dez 2022, 14:49
Papa Francisco faz discurso sobre a Ucrânia (AP Photo/Gregorio Borgia)

Foi durante a oração do Angelus, este domingo, no Vaticano

O papa Francisco defendeu este domingo a via do diálogo para superar a “crise política e social” no Peru, no final da celebração do Angelus, na praça de São Pedro, no Vaticano.

Falando a mais de 30.000 fiéis, na praça São Pedro, Francisco disse: “Rezemos também pela paz no Peru, para que cesse a violência no país e se empreenda o caminho do diálogo para superar a crise política e social que aflige a população.”

Embora Francisco se tenha esquecido de pronunciar “Peru” durante a leitura do texto, a sala de imprensa do Vaticano enviou posteriormente a “versão correta” do texto para confirmar que o papa estava a falar deste país latino-americano.

O Peru vive uma crise institucional e social desde que o Congresso demitiu o ex-presidente Pedro Castillo, a 07 de dezembro, depois de anunciar o encerramento do parlamento peruano e a formação de um executivo de emergência, no qual governaria por decreto, o que foi interpretado como uma tentativa de golpe de Estado.

Após a exoneração, a até então vice-presidente, Dina Boluarte, formou um Governo, mas os peruanos também responderam com protestos e manifestações.

No sábado, Boluarte descartou a hipótese de renunciar e exigiu que o Congresso peruano reconsiderasse “o voto para antecipar [a marcação] das eleições”, após a rejeição na véspera do projeto do Executivo de realizar eleições em dezembro de 2023, enquanto protestos persistem no país, que já fizeram pelo menos 23 mortos.

Mundo

Mais Mundo

Mais Lidas

Patrocinados