Papa Francisco sobre as Jornadas da Juventude em Portugal: “O Papa vai. Ou o Francisco ou o João XXIV”

4 set, 21:00
Papa faz vigília pascal

Entrevista exclusiva ao Papa Francisco antecipa as Jornadas Mundiais da Juventude, que vão decorrer em Lisboa em agosto de 2023. A entrevista completa é transmitida esta segunda-feira à noite na CNN Portugal

Francisco garante que o Papa vai visitar Portugal no próximo ano. Só não garante que seja ele. Os rumores têm-se acentuado nos últimos meses e as palavras ditas na entrevista exclusiva à TVI/CNN Portugal podem não ajudar a que estes se acalmem. “Eu penso ir. O Papa vai. Ou vai o Francisco ou vai o João XXIV, mas vai o Papa.”

Entre risos do próprio, a entrevistadora, Maria João Avillez, insistiu que os portugueses esperam que seja o Papa Francisco a estar presente nas Jornadas Mundiais da Juventude. “Seja o que Deus quiser”, respondeu, numa altura em que alguns membros da igreja já detetaram sinais ou pistas de uma eventual renúncia, como a recente missa na cidade de L’Aquila (iniciada pelo Papa Celestino V, o primeiro Papa a renunciar, e celebrada também por Bento XVI antes da renúncia) ou a realização do consistório para nomear 20 novos cardeais e a reunião que se seguiu.

Antes desta entrevista, o Papa Francisco já tinha descartado essa hipótese, quando, no início de julho, em entrevista à Reuters, garantiu que não está a pensar sair em breve e negou estar gravemente doente. Mas, já depois da visita ao Canadá, e visivelmente cansado pela viagem, confessou aos jornalistas que a porta estava “aberta”.

Questionado sobre se estas jornadas serão “um momento de reconciliação”, numa altura de “dificuldades” para a igreja em Portugal - em referência aos casos de abusos sexuais que chegaram à Comissão Independente criada pela igreja e à notícia de que o cardeal patriarca D. Manuel Clemente não comunicou às autoridades uma denúncia -, o Papa Francisco referiu que “o que acentua as dificuldades é a distância”.

“Quando as distâncias se encurtam, quando as pessoas se aproximam, há diálogo, há discussões, talvez, mas não importa. Há diálogo e aí podemos construir uma reconciliação”, afirmou.

Um ano antes das Jornadas da Juventude, o Papa fez um grande elogio aos jovens, dada “a sua cultura e linguagem progressistas”.

A entrevista completa ao Papa Francisco é transmitida esta segunda-feira à noite, na CNN Portugal.

País

Mais País

Patrocinados