"Já há demasiadas bichas". Papa não quer gays nos seminários, bispos chocados com expressão de Francisco

27 mai, 20:51
Papa Francisco (Getty Images)

Entre os bispos presentes no encontro, a reação foi de choque perante a palavra escolhida por Francisco: “frociaggine”. Há quem tenha visto nela uma falha de tradução, lembrando as origens argentinas do Sumo Pontífice. Em Itália, o termo é considerado ofensivo

“Já há demasiadas bichas”. Esta é a frase que está a tomar conta da imprensa italiana. Foi dita pelo Papa Francisco num encontro à porta fechada com bispos italianos, na passada segunda-feira, 20 de maio.

Nele, o líder da Igreja Católica fez apelos para um acesso mais criterioso aos seminários, meio onde considera existirem já muitos homossexuais.

O Papa Francisco usou a palavra “frociaggine”, algo que, numa tradução livre, equivalerá à expressão “bichas” em português. Trata-se de um termo pejorativo para descrever a comunidade homossexual. 

“Em alguns seminários italianos já há demasiadas bichas”, disse, segundo a imprensa italiana.

Os bispos entrevistados pelo “Corriere della Sera” admitem que o Sumo Pontífice não teria consciência de quão ofensiva é a palavra em italiano, lembrando a sua origem argentina e o facto de em espanhol não ter a mesma conotação.

Ainda assim, a escolha não deixou de chocar vários dos 200 bispos ali presentes, como confirmam vários relatos na imprensa italiana. Houve, inclusive, risos de espanto perante a palavra escolhida, encarada como uma gafe.

A posição do Papa Francisco para critérios mais rigorosos no acesso aos seminários italianos contrasta com aquilo que têm sido as suas declarações públicas. Recentemente, disse não se opor à bênção de casais homossexuais. E em Lisboa, na última Jornada Mundial da Juventude, defendeu que a Igreja devia ser para “todos, todos, todos”.

Neste bloqueio aos seminários pesará a preocupação com a existência de “vidas duplas” por parte dos futuros membros do clero, continuando a manter relacionamentos sexuais com outros homens enquanto pregam a palavra de Deus.

Este é, aliás, um tema já com vários anos, a dividir a própria Igreja Católica, com membros do topo da hierarquia a defenderem a recusa no acesso de homossexuais ao seminário e outros a defenderem a igualdade de direitos.

Relacionados

Europa

Mais Europa

Patrocinados