Pandemia já custou ao Estado 1.461 milhões este ano

Agência Lusa , FMC
26 mai, 20:13
Vacinação contra a covid-19 (AP Photo/Natacha Pisarenko)

O anúncio foi feito pelo Ministério das Finanças esta quinta-feria e refere-se aos primeiros quatro meses do ano de 2022

As medidas de mitigação e combate contra a covid-19 custaram aos cofres do Estado 1.461 milhões de euros nos primeiros quatro meses do ano, anunciou esta quinta-feria o Ministério das Finanças.

“Não obstante a menor magnitude das medidas covid-19 em 2022 face ao período homólogo, o impacto no saldo até abril ascende a 1.461 milhões de euros”, adiantou, em comunicado, o executivo.

Para este valor contribuíram as medidas extraordinárias do lado da receita, que corresponderam a 240 milhões de euros.

Destaca-se aqui a perda da receita que decorre da prorrogação do pagamento do IVA, que se fixou em 241 milhões de euros, bem como o encaixe da revenda de vacinas contra a covid-19 a países terceiros.

No que se refere à despesa, as medidas com impacto no saldo representaram 1.221 milhões de euros, destacando-se os apoios direcionados ao rendimento das famílias (340 milhões de euros) e ao setor da saúde (429 milhões de euros) e às empresas (320 milhões de euros).

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados