Os otimistas vivem mais tempo? Claro que sim (e você pode sê-lo)

CNN , Sandee LaMotte
10 jun, 12:00
Calor em Bruxelas

Estudos científicos demonstram relação entre otimismo e longevidade. Especialistas apontam caminhos: ser otimista depende de nós

"Escolha ser otimista. Sabe melhor", disse o Dalai Lama. E pode também prolongar a sua vida. Níveis mais elevados de otimismo estão associados a uma vida mais longa e a uma maior probabilidade de viver depois dos 90 anos, de acordo com um novo estudo realizado entre 160 mil mulheres de diferentes raças e origens.

Fatores de estilo de vida saudável, tais como a qualidade da dieta, atividade física, índice de massa corporal (IMC), tabagismo e consumo de álcool representaram menos de um quarto da associação entre longevidade e otimismo, de acordo com o estudo publicado quarta-feira no Journal of the American Geriatrics Society.

"Embora o otimismo em si mesmo possa ser modelado por fatores estruturais sociais, os nossos resultados sugerem que os benefícios do otimismo para a longevidade podem ser válidos para todos os grupos raciais e étnicos", declarou o autor principal, Hayami Koga, pós-doutorando da escola de saúde pública de Harvard.

"O otimismo pode ser um objetivo de intervenção importante para a longevidade em diversos grupos", acrescentou Koga.

Um corpo crescente de investigação

Este não é o primeiro estudo a encontrar uma forte ligação entre longevidade e o olhar para o lado positivo da vida. Um estudo de 2019 concluiu que tanto homens como mulheres com os mais altos níveis de otimismo tinham uma esperança de vida em média 11% a 15% mais longa do que as pessoas que praticavam pouco pensamento positivo. Na verdade, os otimistas com maior pontuação eram os que tinham maior probabilidade de viver até aos 85 anos de idade ou mais.

Os resultados mantiveram-se verdadeiros, descobriu o estudo, mesmo quando foram considerados o estatuto socioeconómico, as condições de saúde, a depressão, o tabagismo, o envolvimento social, a má alimentação e o consumo de álcool.

Otimismo não significa ignorar os fatores de stress da vida, dizem os especialistas. Mas quando acontecem coisas negativas, as pessoas otimistas têm menos probabilidades de se culparem a si próprias e mais probabilidades de verem o obstáculo como sendo temporário ou mesmo positivo. Os otimistas acreditam também que têm controlo sobre o seu destino e podem criar oportunidades para que coisas boas aconteçam no futuro.

Ser otimista também melhora a sua saúde, segundo os estudos. Investigações anteriores encontraram uma ligação direta entre o otimismo e comportamentos de alimentação e de exercício mais saudáveis, bem como uma melhor saúde cardíaca, um sistema imunitário mais forte, melhor função pulmonar e menor risco de mortalidade, entre outros.

Você também pode ser um otimista

Outros estudos apuraram que apenas cerca de 25% do nosso otimismo é programado pelos nossos genes. O resto depende de nós e de como respondemos aos “limões” da vida. Se é mais provável que se torne amargo quando se está em stress, não se preocupe. Pode treinar o seu cérebro para ser mais positivo.

Uma das formas mais eficazes de aumentar o otimismo é o chamado método do "O Melhor Eu Possível", de acordo com uma meta-análise dos estudos existentes. Nesta intervenção, você imagina-se num futuro em que tenha alcançado todos os seus objetivos de vida e em que todos os seus problemas tenham sido resolvidos. Comece a escrever durante 15 minutos sobre os aspetos específicos que atingiu e passe cinco minutos a imaginar como essa realidade parece e o faz sentir. Praticar isto diariamente pode melhorar significativamente os seus sentimentos positivos, dizem os especialistas.

Num estudo de 2011, estudantes praticaram o exercício “O Melhor Eu Possível” durante 15 minutos uma vez por semana, durante oito semanas. Não só se sentiram mais positivos, como este sentimento durou cerca de seis meses.

Outra forma de reforçar o otimismo é manter um diário dedicado apenas a experiências positivas vividas nesse dia. Com o tempo, esse enfoque no positivo pode reformular a sua visão, dizem os especialistas.

Tirar alguns minutos todos os dias para escrever o que o torna agradecido pode também melhorar a sua visão da vida. Vários estudos têm demonstrado que a prática do agradecimento melhora a capacidade de reação positiva, quebrando o típico estilo de pensamento negativo e substituindo-o por optimismo. Contar o número de bênçãos até reduziu comportamentos problemáticos nos adolescentes.

Tal como o exercício físico, os exercícios de otimismo terão de ser praticados regularmente para manter a visão positiva do cérebro em boa forma, dizem os especialistas. E não valerá a pena o esforço para ter uma vida mais longa, mais feliz e mais positiva?

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados