Operação Páscoa ainda não terminou mas já fez 14 mortos nas estradas

Agência Lusa , AG
10 abr 2023, 08:02

Mais de 800 acidente provocaram quase 300 feridos

A operação Páscoa 2023 da GNR registou entre quinta-feira e domingo um total de 14 mortos em mais de 800 acidentes nas estradas, segundo dados provisórios, que confirmam um ano com mais vítimas, uma vez que em 2022 se registaram três mortes.

De acordo com a informação disponível no site da GNR, até às 00:00 de domingo registaram-se 802 acidentes, que provocaram 14 mortos, 27 feridos graves e 267 feridos leves.

Em comunicado, a GNR adianta ainda que, durante o período de fiscalização e patrulhamento intensivo da Operação Páscoa 2023 entre 6 e 9 de abril, fiscalizou 25.204 condutores, dos quais, 362 conduziam com excesso de álcool. Destes, 227 foram detidos por conduzirem com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2 gramas por litro de sangue.

Foram ainda detidas 85 pessoas por conduzirem sem habilitação legal, acrescenta.

Das 4.565 contraordenações rodoviárias detetadas, a GNR destaca 2.679 por excesso de velocidade, 384 por falta de inspeção periódica obrigatória, 123 por anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização, 130 por uso indevido do telemóvel durante a condução, 239 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou cadeirinhas para crianças e 157 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

A Operação Páscoa 2023 da GNR vai estender-se até terça-feira.

Esta operação visa a segurança e a proteção das pessoas, pelo que vai além da fiscalização rodoviária, sendo o esforço da GNR também orientado para os locais de festividades e suas imediações, assim como zonas residenciais e comerciais, dando especial atenção às “vias de circulação rodoviárias mais críticas”.

A GNR aconselha a uma condução atenta, cautelosa e defensiva dos condutores, para que o período festivo seja passado em segurança.

Para que as deslocações nesta época festiva sejam feitas em segurança, a GNR apela aos condutores para adequarem a velocidade às condições meteorológicas, ao estado da via e ao volume de tráfego rodoviário e evitarem manobras que possam prejudicar o trânsito ou originar acidentes.

País

Mais País

Mais Lidas

Patrocinados