Recusado adiamento do interrogatório a José Sócrates

Agência Lusa , CV
29 jun, 17:50
Operação Marquês volta para as mãos do juiz Ivo Rosa por ordem do tribunal

Interrogatório foi pedido recentemente pelo Ministério Público, com o procurador Vítor Pinto a considerar a medida necessária perante a divulgação de viagens de José Sócrates ao Brasil

A juíza Margarida Alves indeferiu esta quarta-feira o requerimento da defesa de José Sócrates para adiar o interrogatório do ex-primeiro-ministro, agendado para quinta-feira, para prestar esclarecimentos sobre as viagens ao Brasil após a decisão instrutória do processo Operação Marquês.

Fonte judicial confirmou à Lusa que “a diligência (interrogatório) continua marcada” para esta quinta-feira, pelas 10:00, no Tribunal Central Criminal de Lisboa, revelando que “foi indeferido o requerimento” apresentado pela defesa do antigo governante.

Segundo adiantou esta quarta-feira de tarde o jornal Correio da Manhã, Pedro Delille, advogado de José Sócrates, pediu o adiamento, justificando-o com a existência de recursos que estão pendentes de decisão e que, por isso, têm efeito suspensivo sobre o processo separado da Operação Marquês.

O interrogatório foi pedido recentemente pelo Ministério Público (MP), com o procurador Vítor Pinto a considerar a medida necessária perante a divulgação de viagens de José Sócrates ao Brasil por um período superior a cinco dias, quando lhe foi aplicado a medida de coação de Termo de Identidade e Residência (TIR) no processo Operação Marquês.

O TIR prevê que um arguido saiba da obrigação de não mudar de residência nem se ausentar por mais de cinco dias sem comunicar essa situação ao tribunal.

Pedro Delille insurgiu-se no passado dia 20 contra esta iniciativa do MP, considerando “absolutamente ilegal” que o TIR possa servir de pretexto para a realização do interrogatório sobre as viagens. O advogado frisou então à Lusa que o “processo que está suspenso devido aos recursos pendentes” e defendeu que “José Sócrates não tem TIR” em qualquer processo.

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados