São já 92 os casos de Monkeypox registados pela OMS

CNN Portugal , MJC
21 mai, 23:13
Varíola dos macacos (Cynthia S. Goldsmith, Russell Regner/CDC via AP)

Há ainda 28 casos suspeitos. São já 12 os países afetados

São já 92 os casos de Mokeypox relatados à Organização Mundial de Saúde (OMS), refere a agência Reuters.

De acordo com a OMS, há ainda 28 casos suspeitos. Os casos registados estão espalhados por 12 países.

A OMS adianta que está a trabalhar com os parceiros para entender melhor a extensão e a causa dos surtos de varíola do macaco (Monkeypox).

O vírus é endémico em algumas populações animais em vários países, levando a surtos ocasionais entre pessoas locais e viajantes, mas os recentes surtos são atípicos, uma vez que estão a ocorrer em países não endémicos. 

Um dos possíveis cenários que pode explicar os surtos que se estão a registar é o maior número de viagens que se regista desde o fim das restrições impostas pela pandemia de covid-19 no mundo, explicou Jimmy Whitworth, professor de saúde pública internacional da London School of Hygiene and Tropical Medicine.

“A teoria que estou a construir, e há bastantes evidências disso na África Ocidental e Central, é que as as viagens foram retomadas e é por isso que estamos a observar mais casos" de infeção, afirmou Whitworth, em entrevista à Reuters.

É desconhecida ainda a forma como este vírus infeta os seres vivos, sabendo-se apenas que mamíferos como roedores e primatas originários de África podem ser hospedeiros da doença e transmiti-la aos seres humanos. É aquilo a que se chama uma doença zoonótica, tal como a covid-19, porque é transmitida de animais para humanos.

Ao contrário da covid-19, contudo, a Monkeypox não se espalha facilmente de humano para humano. Normalmente, requer interação com animais que carregam o vírus, ou contacto muito próximo com pessoas infetadas, ou com roupas, toalhas e móveis contaminados. Também ao contrário do coronavírus SARS-CoV-2, a varíola dos macacos não é conhecida por se espalhar de forma assintomática. 

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados