Mais um oligarca russo a morrer misteriosamente. Terá tido um ataque cardíaco quando estava embriagado

10 mai, 16:10
Alexander Subbotin, novo oligarca russo morto sob circunstâncias misteriosas (Imagem Twitter)

Alexander Subbotin foi encontrado morto em casa de um xamã na cidade de Mytishchi, na Rússia

Um magnata russo ligado à extração petrolífera foi encontrado morto no passado fim de semana. De acordo com a Newsweek, Alexander Subbotin terá sido encontrado na casa de um xamã.

O bilionário russo terá sofrido um ataque cardíaco após ter chegado ao local visivelmente embriagado, explica a TASS, citando testemunhas oculares. A agência de notícias estatal russa e o Moscow Times acrescentam que Subbotin foi encontrado numa habitação na cidade de Mytishchi, na Rússia.

Já o jornal britânico The Independent aponta que, no Telegram, o canal Mash refere que Subbotin se deslocou à casa do xamã para adquirir uma cura para a ressaca, composta, essencialmente, por veneno de sapo. A mesma fonte realça que o oligarca terá sido simpático e esteve algum tempo a conversar com o curandeiro e a mulher do mesmo. Nenhuma destas duas teorias foi confirmada pelas autoridades até ao momento.

Só desde abril, pelo menos seis oligarcas russos morreram em circunstâncias suspeitas

Alexander Subbotin assumia um dos cargos mais altos da Lukoil, a segunda maior petrolífera da Rússia - de acordo com a agência Reuters - e empregadora de mais de 110 mil pessoas – segundo o site da produtora de petróleo.

Subbotin é mais um no rol de empresários russos que têm vindo a morrer sob circunstâncias estranhas, nos últimos meses. De acordo com o Insider, só desde abril, já morreram pelos menos seis magnatas, na sua maioria ligados a empresas de energia russas.

“Em todos os casos, há suspeitas de que as mortes possam ter sido encenadas como suicídios, mas quem fez isto e porquê?”, questiona Grzegorz Kuczyński, diretor do programa Eurasia do Instituto de Varsóvia, em entrevista à Fortune.

Também o irmão de Alexander Subbotin, Valerie, trabalhou na Lukoil e é um magnata russo, sendo o proprietário do famoso iate Galvas – com cerca de 56 metros de comprimento e avaliado em quase 100 milhões de euros -, de acordo com a SuperYachtFan

Relacionados

Europa

Mais Europa

Patrocinados