Primeiro navio com cereais saiu do porto de Odessa, na Ucrânia

1 ago, 07:48

Navio transporta 26 mil toneladas de milho e vai passar por uma inspeção em Istambul antes de seguir para Tripoli, no Líbano

Um navio que transportava cereais ucranianos deixou o porto de Odessa, esta segunda-feira com destino ao Líbano, o primeiro desde o início da invasão russa, segundo o ministério das Infraestruturas da Ucrânia, citado pelo The Guardian.

O navio Razoni, com bandeira de Serra Leoa, transporta 26 mil toneladas de milho e vai passar por uma inspeção em Istambul antes de seguir para Trípoli, no Líbano. 

“A Ucrânia, juntamente com os nossos parceiros, deu mais um passo hoje na prevenção da fome no mundo”, afirmou Oleksandr Kubrakov, ministro da infraestrutura da Ucrânia, num comunicado divulgado esta segunda-feira.

Kubrakov reforçou que a Ucrânia fez de “tudo” para restaurar os portos e que o levantamento do bloqueio dará à economia ucraniana mil milhões de dólares em receita.

Segundo a Reuters, que cita o Centro de Coordenação Conjunta, é esperado que a embarcação chegue a águas turcas já na terça-feira, pelas 13:00 - hora de Lisboa. Só após a inspeção ao Razoni serão anunciadas as datas de saída de mais navios com cereais dos portos ucranianos do Mar Negro.

A Rússia e a Ucrânia assinaram acordos separados com a Turquia e as Nações Unidas, abrindo caminho para a Ucrânia - um dos principais celeiros mundiais - exportar 22 milhões de toneladas de cereais e outros produtos agrícolas que ficaram retidos nos portos do Mar Negro devido à invasão da Rússia.

Os acordos também permitem à Rússia exportar cereais e fertilizantes.

Europa

Mais Europa

Patrocinados