opinião

A sociedade do cansaço

16 mai, 07:00

Registem este nome: Byung Chul Han. Nasceu em Seoul, na Coreia do Sul. É professor de filosofia em Berlim. É um dos principais pensadores contemporâneos. Pensa e escreve sobre a Vida.


Diz ele que "a comunicação generalizada e o excesso de informação ameaçam todas as defesas do ser humano". Todavia, o ponto mais relevante tem a ver com o facto de ele considerar que vivemos não em função de Nós mas do Idêntico. A este propósito, cita Jean Baudrillard, que em 1992 escreveu: "Quem vive do idêntico, morre do idêntico".

Byung Han lança uma observação perturbante sobre o mundo virtual: "A violência das redes… é uma violência viral, a violência do aniquilamento suave, do consenso… Esta violência é viral na medida em que não opera de uma forma frontal, mas sim por meio do contágio, da reação em cadeia… à imagem das células cancerígenas por um desenvolvimento indefinido de excrescência e métastases". Byung Han é extraordinário. Como eu gostaria de o conhecer. Leiam. 

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Colunistas

Mais Colunistas

Patrocinados