Companhia elétrica envia indemnização de triliões de euros aos clientes por engano

14 fev, 11:08
Cheque

Foram utilizados os números dos medidores de energia, em vez do valor real a pagar, em 74 cheques de indemnização após a tempestade Arwen

A Northern Powergrid, uma empresa britânica de distribuição elétrica com sede em Newcastle, enviou acidentalmente cerca de 2.700.000.000.000.000.000 euros em cheques de indemnização aos clientes - sim, um número com 19 dígitos.

Em causa estão indemnizações pagas a dezenas de milhares de clientes da empresa que ficaram sem energia quando a tempestade Arwen atingiu o Reino Unido, em novembro do ano passado.

O erro foi descoberto quando um cliente entrou em contacto com a empresa, através do Twitter, para partilhar uma fotografia do cheque que recebeu: "Obrigado à Northern Powergrid pela indemnização pelos largos dias em que ficámos sem eletricidade após a tempestade Arden. Porém, antes de depositar o cheque, têm mesmo a certeza que conseguem pagar isto?". A imagem mostra um cheque no valor de 2,324,252,080,110 libras.

O tweet recebeu mais de 27.000 gostos em apenas 24 horas e a empresa foi alvo de troça por vários utilizadores desta rede social: "Levanta-o! Depois partilha-o igualmente entre todos", escreveu um utilizador. Já outro apontou: "Parece que agora és dono da Northern Powergrid".

Apesar do valor ter surpreendido os clientes, a empresa já veio esclarecer que tudo não passou de um erro e agradeceu aos utentes "honestos" que não tentaram levantar os cheques enviados por engano. Segundo noticia o The Guardian, a Northern Powergrid admitiu este domingo que enviou a mesma quantia a 74 clientes no norte de Inglaterra, com alguns a receber mais de 2.3 triliões de euros.

A empresa justifica que se tratou de um "erro administrativo", no qual foram utilizados os valores da contagem de energia dos clientes, em vez do valor a pagar pela indemnização.

"Assim que identificámos o erro administrativo, que foi provocado por uma referência incorreta aos valores das contagens, certificámo-nos que os 74 cheques fossem cancelados para não serem depositados. Estamos a investigar como é que este erro aconteceu e a processar os cheques de pagamentos anteriores. Tudo indica que isto tenha sido um incidente isolado", escreveu a empresa, em comunicado, acrescentando: "Agradecemos aos clientes que foram honestos e contactámos diretamente durante o fim de semana todos os clientes afetados, pedimos desculpa pelo erro e assumimos que o pagamento correto será processado na segunda-feira".

Dinheiro

Mais Dinheiro

Patrocinados