Forças armadas da Nigéria matam 30 suspeitos de terrorismo

Agência Lusa , AM
29 jul, 06:18
Nigéria (Associated Press)

Militares nigerianos utilizaram forças terrestres e aviões de ataque na operação

As forças armadas nigerianas disseram esta quinta-feira que mataram 30 suspeitos de terrorismo numa "patrulha de limpeza" em resposta ao ataque da semana passada contra guardas presidenciais na capital, que causou oito mortos e três feridos.

"As tropas evacuaram com sucesso as aldeias de Kawu e Ido. Como resultado, cerca de 30 terroristas foram neutralizados e o seu enclave e esconderijo destruídos", disse o major-general Benard Onyeuko, porta-voz do quartel-general da Defesa, numa conferência de imprensa, informou o jornal Premium Times.

Os militares nigerianos utilizaram forças terrestres e aviões de ataque na operação.

O governador do estado de Kogi, Yahaya Bello, confirmou na terça-feira um ataque à guarda presidencial em Abuja na sexta-feira da semana passada, à noite, no qual oito pessoas foram mortas e três soldados feridos.

Os soldados, responsáveis pela segurança do Presidente e da sua família, bem como de outros altos funcionários, foram emboscados enquanto patrulhavam a área de Bwari, uma província local no Território da Capital Federal.

África

Mais África

Patrocinados